Alteracao tardia da taxa de proliferacao e diferenciacao de celulas da camada granular do giro denteado do hipocampo apos estimulo nociceptivo inflamatorio precoce em ratos wistar recem nascidos

Alteracao tardia da taxa de proliferacao e diferenciacao de celulas da camada granular do giro denteado do hipocampo apos estimulo nociceptivo inflamatorio precoce em ratos wistar recem nascidos

Título alternativo Late alterations in the proliferation and differentiation cellular rate in the granule layer of hippocampal dentate gyrus after an early nociceptive stimulus in newborn Wistar rats
Autor Lima, Marcia de Almeida Autor UNIFESP Google Scholar
Resumo Procedimentos invasivos e dolorosos frequentemente sao realizados em recem-nascidos admitidos nas unidades de terapia intensiva (UTI), em especial nos neonatos muito prematuros. Os efeitos a longo-prazo da dor durante o periodo critico de desenvolvimento do sistema nervoso central e a reexposicao tardia a mesma dor podem alterar a taxa de proliferacao e diferenciacao de celulas do hipocampo. Estas alteracoes podem ser investigadas em modelos animais, dos quais se destacam os ratos recem-nascidos. O objetivo deste estudo foi verificar as possiveis alteracoes na taxa de proliferacao e diferenciacao de celulas do hipocampo, decorrentes de estimulo inflamatorio cronico precoce com reexposicao tardia, levando-se em consideracao o dia do estimulo (P) e o sexo do animal. Foram utilizados 40 ratos Wistar, divididos em 4 grupos: P1P21 (n=10), P8P21 (n=10), P21(n=10) e controle (n=10), subdivididos em machos e femeas. Os ratos receberam uma injecao (25&#956;) do adjuvante completo de Freund (ACF) na face plantar da pata traseira direita no primeiro ou oitavo dia e novamente no 21º dia ou somente no 21º dia de vida (P1, P8 ou P21), exceto os controles que nao foram manipulados. Os resultados indicaram que machos de um modo geral tiveram maior taxa de proliferacao celular que as femeas (ANOVA p<0,001), mas a taxa de diferenciacao celular nao mostrou relacao com o sexo. O grupo P1P21 apresentou maior taxa de proliferacao celular e menor taxa de diferenciacao (ANOVA p<0,001) e o grupo P8P21 apresentou maior diferenca entre os sexos no mesmo grupo (ANOVA p<0,001). Pode-se concluir que o estimulo nociceptivo inflamatorio nos primeiros dias de vida e a reexposicao tardia alteram a taxa de proliferacao celular das celulas granulares do hipocampo quando adultos e que a taxa de diferenciacao celular e inversamente menor a precocidade do estimulo nociceptivo, nao tendo relacao entre diferenciacao celular e sexo do animal
Palavra-chave Dor
Hipocampo
Ratos
Proliferação de Células
Animais Recém-Nascidos
Modelos Animais
Idioma Português
Data de publicação 2012
Publicado em São Paulo: [s.n.], 2012. 64 p.
Publicador Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Extensão 64 p.
Direito de acesso Acesso restrito
Tipo Tese de doutorado
Endereço permanente http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/22349

Exibir registro completo




Arquivo

Arquivo Tamanho Formato Visualização

Não existem arquivos associados a este item.

Este item está nas seguintes coleções

Buscar


Navegar

Minha conta