Contextos e padrões do uso indevido de benzodiazepínicos entre mulheres: um estudo qualitativo

Contextos e padrões do uso indevido de benzodiazepínicos entre mulheres: um estudo qualitativo

Título alternativo Contexts and patterns of misuse of benzodiazepines: a qualitative study
Autor Souza, Ana Rosa Lins de Autor UNIFESP Google Scholar
Orientador Noto, Ana Regina Autor UNIFESP Google Scholar
Instituição Universidade Federal de São Paulo
Pós-graduação Psicobiologia - São Paulo
Resumo Os benzodiazepínicos (BZDs) são fármacos utilizados como ansiolíticos, hipnóticos/sedativos, coadjuvantes na anestesia, anticonvulsivantes e miorrelaxantes. Entre os psicofármacos, os BZDs são os mais prescritos no Brasil, especialmente para mulheres. Apesar da considerável prevalência e do potencial de abuso, ainda são escassos os estudos sobre o uso indevido desses medicamentos entre mulheres adultas. O objetivo deste trabalho foi estudar, por meio de metodologia de base qualitativa, os contextos e os padrões de uso indevido de benzodiazepínicos entre mulheres adultas residentes no município de São Paulo e imediações. Metodologia: Foi composta uma amostra intencional por critérios de 33 mulheres entre 18-60 anos com histórico de uso indevido de BDZ no ano. Foram realizadas entrevistas semi-estruturadas, cujo conteúdo foi transcrito e submetido à análise de conteúdo com auxílio do software NVivo. Resultado: Foi observado que, entre as usuárias de benzodiazepínicos entrevistadas, a forma mais freqüente de uso indevido foi o uso prolongado (mediana=7 anos). Os principais motivos de uso foram relacionados à ansiedade, insônia e “fuga dos problemas”. A maioria referiu acompanhamento médico, mas poucas relataram percepção de riscos. Mesmo entre aquelas que relataram ter alguma percepção da sua dependência, a maioria afirmou preferir continuar com o uso. Foram referidas estratégias de parada e/ou redução do consumo, entre as quais: rezar, práticas de relaxamento e psicoterapias. Conclusões: Os resultados mostram que o uso indevido relacionado ao tempo prolongado vem acompanhado por ausência de informações adequadas sobre os riscos dos BZD, mesmo com acompanhamento médico. Os resultados ressaltam a importância da orientação e acompanhamento adequado, como campanhas informativas que salientam a necessidade de ampliação da percepção de risco pessoal entre mulheres que fazem uso prolongado de benzodiazepínicos.

Benzodiazepines (BZDs) are drugs used as anxiolytic, hypnotic/sedative, coadjutants in anesthesia, anticonvulsant and muscle relaxant medications. Among the psychoactive drugs, BZDs are the most often prescribed in Brazil, especially to women. In spite of the considerable prevalence and abuse potential, studies on its misuse among adult women are still scanty. The objective of this study was to assess, by means of qualitative methodology, the contexts and patterns of misuse of benzodiazepines among adult women living in and around the city of São Paulo. Methodology: 33 women between 18 and 60 years old, with a history of misuse of BDZ in the year, comprised the intentional sample selected by criteria. They had a semi-structured interview whose content was transcribed and submitted to content analysis with the help of the software NVivo. Result: The most frequent benzodiazepine misuse among the interviewees was the prolonged use (median = 7 years). The main reasons stated for use were related to anxiety, insomnia and “escape from problems”. Most of them reported medical follow-up, but few of them perceived the risks. Even among those who reported some awareness of dependence, most of them declared they would rather continue the use. Some strategies to stop/reduce use were employed, such as praying, practicing relaxation and doing psychotherapies. Conclusions: The results show that misuse regarding prolonged time is associated with lack of adequate information on the risks posed by BZD, even when there is medical orientation. Therefore, the results highlight the importance of adequate guidance and follow-up, such as informative campaigns that stress the need to raise the awareness of personal risks among women who make prolonged use of benzodiazepines.
Palavra-chave Humanos
Feminino
Receptores de GABA-A
Mulheres
Pesquisa qualitativa
Idioma Português
Financiador Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (FAPESP)
Centro Brasileiro de Informações sobre Drogas Psicotrópicas (CEBRID)
Associação Fundo de Incentivo à Psicofarmacologia (AFIP)
Número do financiamento FAPESP: 08/56061-0
FAPESP: 08/57576-3
Data de publicação 2011
Publicado em SOUZA, Ana Rosa Lins de. Contextos e padrões do uso indevido de benzodiazepínicos: Um estudo qualitativo. 2011. 102 f. Dissertação (Mestrado) - Escola Paulista de Medicina, Universidade Federal de São Paulo. São Paulo, 2011.
Publicador Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Extensão 102 p.
Direito de acesso Acesso aberto Open Access
Tipo Dissertação de mestrado
Endereço permanente http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/22319

Exibir registro completo




Arquivo

Nome: Publico-22319.pdf
Tamanho: 1.786MB
Formato: PDF
Descrição:
Abrir arquivo

Este item está nas seguintes coleções

Buscar


Navegar

Minha conta