O aluno de Medicina de uma Universidade publica do Nordeste

O aluno de Medicina de uma Universidade publica do Nordeste

Título alternativo The medical students of a public university in the Northeast: the concepts of primary health care
Autor Costa, Paulo Jose Medeiros de Souza Autor UNIFESP Google Scholar
Resumo Introdução: A criacao do Sistema Unico de Saúde (SUS), em 1988, tem exigido profissionais de Saúde que possuam visao ampliada do conceito Saúde - doenca, com enfase para aspectos socioambientais e psiquicos e nao apenas centrada na doenca e no individuo. Nesse contexto, tem sido reconhecido, amplamente, que a atencao basica a Saúde e um dos principais cenarios de pratica para essa formacao e, de forma articulada as metodologias ativas de ensino u aprendizagem constitui um dos pilares do processo de mudancas curriculares nos cursos de medicina, sobretudo na ultima decada. Embora tenha ocorrido uma grande ampliacao das atividades praticas na atencao basica e intensificacao da integracao ensino u servicos de Saúde resultantes de politicas interministeriais indutoras desse processo de mudancas, identifica-se, ainda, uma desconexao entre academia e servicos, questionando-se sobre o aprendizado e as transformacoes dos alunos referentes as concepcoes sobre a atencao basica e o SUS. Objetivos: Analisar a concepcao de alunos do 5º ano de medicina sobre a atencao basica a Saúde; Descrever as mudancas na percepcao do estudante do curso medico quanto a atencao a Saúde da populacao ao termino do estagio em medicina comunitaria; Analisar a concepcao dos profissionais de Saúde sobre a atencao basica e o SUS e sobre o papel de educadores junto aos estudantes de medicina. Metodo: Pesquisa qualitativa, descritiva; tipo estudo de caso. Sujeitos da pesquisa: estudantes do 5º ano do curso medico e profissionais de uma unidade da estrategia de Saúde da familia (USF), onde se desenvolveu o estagio em medicina comunitaria do curso de medicina da UNCISAL, 2009. Foram aplicados tres instrumentos de coleta de dados: questionario, grupo focal e entrevistas. Para a analise dos dados utilizou-se a analise de conteudo, considerando-se categorias tematicas. Resultados: O estagio proporcionou mudanca da percepcao dos alunos sobre a atencao basica quanto ao potencial da relacao medico-paciente, ao vinculo, a resolubilidade e a clinica ampliada. Os alunos entendem que a promocao e a prevencao sao prioritarias, porem as consideram praticamente exclusivas deste nivel de atencao a Saúde. Quanto aos profissionais da USF, atribuem grande importancia a atencao basica, ainda que centrada na promocao e prevencao, e nao se percebem como sujeitos que possam interferir no aprimoramento do sistema e na superacao de dificuldades. Esses profissionais tem uma concepcao do SUS como modelo teorico ainda desarticulado com a operacionalizacao. Do mesmo modo, a maioria nao percebe o seu papel na formacao dos discentes, ainda que reconhecam a importancia do estagio tanto para os estudantes como para a USF. Conclusao: O estagio em medicina comunitaria proporcionou mudancas positivas na percepcao dos alunos quanto ao potencial da atencao basica, entretanto, a sua concepcao permaneceu centrada no modelo biomedico, colocando a assistencia individual em evidencia, mantendo-se uma visao ainda limitada para a medicina exercida neste nivel de atencao a Saúde
Palavra-chave Educação Médica/história
Estudantes de Medicina
Saúde Pública
Atenção Primária à Saúde
Sistema Único de Saúde
Idioma Português
Data de publicação 2011
Publicado em São Paulo: [s.n.], 2011. 119 p.
Publicador Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Extensão 119 p.
Direito de acesso Acesso restrito
Tipo Tese de doutorado
Endereço permanente http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/22310

Exibir registro completo




Arquivo

Arquivo Tamanho Formato Visualização

Não existem arquivos associados a este item.

Este item está nas seguintes coleções

Buscar


Navegar

Minha conta