Apoptose e autofagia em linhagens celulares de melanoma e metastatico e nao metastatico

Apoptose e autofagia em linhagens celulares de melanoma e metastatico e nao metastatico

Autor Gigli, Rafael Domingues. Autor UNIFESP Google Scholar
Resumo O melanoma cutaneo e caracterizado pela transformacao maligna dos melanocitos, destacando-se fatores geneticos e ambientais como contribuintes para essa transformacao. Embora seja um cancer de baixa incidencia, dentre os canceres de pele, e tenha um bom prognostico quando detectado nos estagios iniciais, pacientes com melanoma em estados mais avancados apresentam uma taxa muito baixa de sobrevida, sendo esse o cancer responsavel pela maioria das mortes dentre os canceres de pele, devido a sua grande capacidade de metastatizacao. A exemplo da cisplatina, compostos organometalicos podem ser uteis no tratamento do cancer, portanto este trabalho buscou avaliar os efeitos de um novo complexo ciclopaladado, o BPC11 (Biphosphinic Palladacycle complex), em linhagens celulares de melanoma murino, denominadas Tm5 e 4C11-, as quais apresentam caracteristicas metastaticas e nao metastaticas, respectivamente. Para avaliar a citotoxicidade e morte celular induzida pelo BPC11 foram empregadas as metodologias de MTT, trypan blue e citometria de fluxo com marcacao com Anexina-V-FITCS/PI. Os resultados obtidos com estas metodologias demonstraram que o composto e citotoxico e induz morte celular por apoptose e necrose secundaria nas linhagens Tm5 e 4C11-, sendo a apoptose responsavel pelo maior percentual de morte celular gerado pelo BPC11. Visto que o lisossomo e a mitocondria sao organelas de grande importancia na modulacao da morte celular, foram realizados experimentos em citometro de fluxo, microscopia confocal de alta resolucao e western blot, para investigar a participacao destas, assim como de substancias envolvidas na acao das mesmas. Os resultados destes ensaios evidenciaram uma PML e aumento na expressao de catepsina-B, assim como o aumento da expressao de p53, ativacao da Bax, uma hiperpolarizacao seguida de diminuicao no Δm, e ativacao de caspase-3, sugerindo que o eixo lisossomo/mitocondria e o principal responsavel pela morte celular causada pelo BPC11. Interessante que a expressao de catepsina B foi significativamente maior na linhagem 4C11- em relacao a Tm5, sugerindo o aumento de estabilidade da membrana lisossomal para a linhagem metastatica. Alem da estimulacao da apoptose, o BPC11 estimulou a autofagia nas linhagens estudadas, a qual foi verificada por meio de um aumento de OVAs e diminuicao da expressao de p62. A ausencia de alteracao na expressao de beclina-1 na presenca do BPC11 sugere tambem a ocorrencia de autofagia independente de beclina-1. E interessante que houve um maior aumento de autofagia na linhagem 4C11- (nao metastatica), em relacao a Tm5 (metastatica), sugerindo uma participacao da autofagia como agente pro-morte ou morte celular autofagica (ACD). Os resultados deste estudo sugerem um carater promissor do BPC11 como um agente antimelanoma
Palavra-chave Neoplasias Cutâneas/quimioterapia
Melanoma
Cisplatino/efeitos adversos
Cisplatino/farmacologia
Idioma Português
Data de publicação 2012
Publicado em São Paulo: [s.n.], 2012. 121 p.
Publicador Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Extensão 121 p.
Direito de acesso Acesso restrito
Tipo Tese de doutorado
Endereço permanente http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/22305

Exibir registro completo




Arquivo

Arquivo Tamanho Formato Visualização

Não existem arquivos associados a este item.

Este item está nas seguintes coleções

Buscar


Navegar

Minha conta