Ressonancia magnetica de corpo total com difusao comparada a tomografia por emissao de positrons com 2-[18F]-fluoro-2-deoxi-D-glicose associada a tomografia computadorizada no estadiamento de pacientes com linfoma: revisao sistematica e meta-analise

Ressonancia magnetica de corpo total com difusao comparada a tomografia por emissao de positrons com 2-[18F]-fluoro-2-deoxi-D-glicose associada a tomografia computadorizada no estadiamento de pacientes com linfoma: revisao sistematica e meta-analise

Título alternativo Whole-body diffusion-weighted MRI compared with FDG-PET/CT in staging of lymphoma patients: systematic review and meta-analysis
Autor Regacini, Rodrigo Autor UNIFESP Google Scholar
Resumo Objetivo: comparar a ressonancia magnetica de corpo inteiro (WB-MRI) com difusao com a tomografia por emissao de positrons com 2-[18F]-fluoro-2-deoxi-D-glicose associada a tomografia computadorizada (FDG-PET/CT), avaliando sua capacidade de estabelecer o estadiamento inicial correto, em relacao a um padrao de referencia clinico radiologico, por meio de revisao sistematica e meta-analise. Metodos: A procura por publicacoes foi conduzida nos bancos de dados da Medline via PubMed, Embase e Scopus em busca de estudos relevantes comparando a WB-MRI com a FDG-PET/CT no estadiamento do linfoma que foram publicados ate Agosto de 2012. As referencias bibliograficas dos estudos incluidos foram checadas com a finalidade de encontrar citacoes adicionais potencialmente relevantes. A avaliacao da qualidade e a extracao dos dados foram realizadas por 2 revisores independentes. Resultados: foram incluidos 5 estudos que avaliaram o estadiamento inicial do linfoma de 93 pacientes. A WB-MRI e a FDG-PET/CT concordaram em 88,2% deles (&#954; = 0,838; p<0,0001). Na maioria dos estudos, quando houve discordancia entre os metodos, a WB-MRI estabeleceu um estadiamento superior a FDG-PET/CT. A sensibilidade da WB-MRI e da FDG-PET/CT, em relacao ao padrao clinico radiologico, variou de 59 a 100% e de 63 a 95%, respectivamente. Conclusao: a WB-MRI apresenta alta sensibilidade no estadiamento inicial do linfoma, com uma excelente concordancia em relacao a FDG-PET/CT, representando uma alternativa de melhor custo-beneficio no manejo desses pacientes
Palavra-chave RESPECTROSCOPIA DE RESSONANCIA MAGNETICA
Imagem Corporal Total
Imagem Multimodal
Doença de Hodgkin
Linfoma não Hodgkin
Idioma Português
Data de publicação 2012
Publicado em São Paulo: [s.n.], 2012. 42 p.
Publicador Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Extensão 42 p.
Direito de acesso Acesso restrito
Tipo Tese de doutorado
Endereço permanente http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/22301

Exibir registro completo




Arquivo

Arquivo Tamanho Formato Visualização

Não existem arquivos associados a este item.

Este item está nas seguintes coleções

Buscar


Navegar

Minha conta