Aspectos histomorfologicos e imuno-histoquimicos do ovario de ratas em estro permanente

Aspectos histomorfologicos e imuno-histoquimicos do ovario de ratas em estro permanente

Autor Lombardi, Leonardo Augusto Autor UNIFESP Google Scholar
Resumo OBJETIVO: avaliar o ovario de ratas na fase de estro comparando-os com ovarios policisticos induzidos pela luz continua. METODOS: Foram utilizadas 10 ratas, divididas em dois grupos com 5 animais cada, a saber: GCtrl - controle formado por ratas em estro fisiologico, e GEP ratas portadoras de ovarios policisticos (GEP) induzidas por iluminacao continua. Os animais do grupo Ctrl permaneceram sob condicoes normais de Bioterio com periodo de luz das 7:00 as 19:00 horas e os animais do grupo EP em Bioterio com iluminacao continua (400 Watts), durante um periodo de 60 dias. Em seguida todos os animais foram anestesiados, e realizada a coleta de sangue, para determinacao dos niveis sericos de estradiol, progesterona e testosterona; em seguida foram retirados os ovarios, que foram fixados em formol a 10% (tampao fosfato) e processados para inclusao em parafina. Cortes histologicos com 5 &#956;m corados pela hematoxilina e eosina foram utilizados para analise histomorfometrica. Cortes coletados em laminas silanizadas foram submetidos a reacao imunohistoquimica para identificacao da CYP17 (biossintese da androstenediona), CYP19 (biossintese de estrogenios), e caspase-3-clivada (apoptose). Foram realizadas analises morfologicas, contagens dos varios tipos de foliculos, da concentracao e do volume nuclear das celulas intersticiais e das celulas em apoptose. Os resultados foram avaliados pelo teste t de Student nao pareado (p < 0,05). RESULTADOS: o GCtrl apresentou niveis menores de estradiol e testosterona em relacao ao GEP (p<0,05). Entretanto os niveis de progesterona do GCtrl foram maiores do que o GEP. A histomorfometria mostrou inumeros cistos ovarianos, e grande concentracao de celulas intersticiais nos animais do GEP em relacao aos animais do GCtrl (p<0,05). Notamos ainda haver aumento significante do volume nuclear e maior area de ocupacao pelas celulas intersticiais, assim como menor quantidade de foliculos ovarianos primarios e antrais no grupo EP (p<0,05). A analise imunohistoquimica mostrou intensa reatividade nas celulas intersticiais e da teca interna para a CYP17, assim como para as celulas intersticiais e da granulosa para o CYP19 no grupo EP. Observamos maior porcentagem de apoptose nas celulas da granulosa dos cistos no GEP. CONCLUSAO: As celulas intersticiais do ovario policistico da rata provem do processo de degeneracao das celulas da granulosa e diferenciacao das celulas da teca interna, levando a elevacao do estradiol e da testosterona. Alem disso o aumento da area ocupada pelas celulas intersticiais no ovario policistico induziu a uma diminuicao dos foliculos ovarianos nos animais em estro permanente
Assunto Animais
Ovário
Síndrome do Ovário Policístico
Cistos Ovarianos
Estradiol
Testosterona
Progesterona
Ratos
Animais
Idioma Português
Data 2012
Publicado em São Paulo: [s.n.], 2012. 68 p.
Editor Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Extensão 68 p.
Direito de acesso Acesso restrito
Tipo Tese de doutorado
URI http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/22281

Mostrar registro completo




Arquivos deste item

Arquivos Tamanho Formato Visualização

Não existem arquivos associados a este item.

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(s)