Aspectos histomorfologicos e imuno-histoquimicos do ovario de ratas em estro permanente

Aspectos histomorfologicos e imuno-histoquimicos do ovario de ratas em estro permanente

Autor Lombardi, Leonardo Augusto Autor UNIFESP Google Scholar
Resumo OBJETIVO: avaliar o ovario de ratas na fase de estro comparando-os com ovarios policisticos induzidos pela luz continua. METODOS: Foram utilizadas 10 ratas, divididas em dois grupos com 5 animais cada, a saber: GCtrl - controle formado por ratas em estro fisiologico, e GEP ratas portadoras de ovarios policisticos (GEP) induzidas por iluminacao continua. Os animais do grupo Ctrl permaneceram sob condicoes normais de Bioterio com periodo de luz das 7:00 as 19:00 horas e os animais do grupo EP em Bioterio com iluminacao continua (400 Watts), durante um periodo de 60 dias. Em seguida todos os animais foram anestesiados, e realizada a coleta de sangue, para determinacao dos niveis sericos de estradiol, progesterona e testosterona; em seguida foram retirados os ovarios, que foram fixados em formol a 10% (tampao fosfato) e processados para inclusao em parafina. Cortes histologicos com 5 &#956;m corados pela hematoxilina e eosina foram utilizados para analise histomorfometrica. Cortes coletados em laminas silanizadas foram submetidos a reacao imunohistoquimica para identificacao da CYP17 (biossintese da androstenediona), CYP19 (biossintese de estrogenios), e caspase-3-clivada (apoptose). Foram realizadas analises morfologicas, contagens dos varios tipos de foliculos, da concentracao e do volume nuclear das celulas intersticiais e das celulas em apoptose. Os resultados foram avaliados pelo teste t de Student nao pareado (p < 0,05). RESULTADOS: o GCtrl apresentou niveis menores de estradiol e testosterona em relacao ao GEP (p<0,05). Entretanto os niveis de progesterona do GCtrl foram maiores do que o GEP. A histomorfometria mostrou inumeros cistos ovarianos, e grande concentracao de celulas intersticiais nos animais do GEP em relacao aos animais do GCtrl (p<0,05). Notamos ainda haver aumento significante do volume nuclear e maior area de ocupacao pelas celulas intersticiais, assim como menor quantidade de foliculos ovarianos primarios e antrais no grupo EP (p<0,05). A analise imunohistoquimica mostrou intensa reatividade nas celulas intersticiais e da teca interna para a CYP17, assim como para as celulas intersticiais e da granulosa para o CYP19 no grupo EP. Observamos maior porcentagem de apoptose nas celulas da granulosa dos cistos no GEP. CONCLUSAO: As celulas intersticiais do ovario policistico da rata provem do processo de degeneracao das celulas da granulosa e diferenciacao das celulas da teca interna, levando a elevacao do estradiol e da testosterona. Alem disso o aumento da area ocupada pelas celulas intersticiais no ovario policistico induziu a uma diminuicao dos foliculos ovarianos nos animais em estro permanente
Palavra-chave Animais
Ovário
Síndrome do Ovário Policístico
Cistos Ovarianos
Estradiol
Testosterona
Progesterona
Ratos
Animais
Idioma Português
Data de publicação 2012
Publicado em São Paulo: [s.n.], 2012. 68 p.
Publicador Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Extensão 68 p.
Direito de acesso Acesso restrito
Tipo Tese de doutorado
Endereço permanente http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/22281

Exibir registro completo




Arquivo

Arquivo Tamanho Formato Visualização

Não existem arquivos associados a este item.

Este item está nas seguintes coleções

Buscar


Navegar

Minha conta