Efeito agudo da inGestão de acidos graxos poliinsaturados Omega-3 em ratos submetidos a exercicio resistido sobre marcadores de lesao muscular e inflamacao

Efeito agudo da inGestão de acidos graxos poliinsaturados Omega-3 em ratos submetidos a exercicio resistido sobre marcadores de lesao muscular e inflamacao

Título alternativo Acute effect of Omega-3 polyunsaturated fatty acids on muscle lesion and inflammation markers in rats subjected to resistive exercises
Autor Coqueiro, Daniel Pereira Autor UNIFESP Google Scholar
Resumo O proposito desse estudo foi avaliar o efeito agudo da inGestão de acidos graxos poliinsaturados Omega-3 sobre os marcadores de lesao muscular (Creatina quinasem e Lactato desidrogenase) e marcador de inflamacao (Proteina C reativa) em uma sessao de exercicio resistido. Foram utilizados 31 ratos da linhagem Wistar,com aproximadamente (260g) e divididos em 4 grupos: G1-controle (n=8); G2- suplementacao antes do exercicio (n=8); G3-suplementados depois do exercicio (n=8); G4-exercicio sem suplementacao (n=7). O protocolo de exercicio constitui-se de 4 series de 10 saltos, com intervalo de 60s entre cada serie em uma unica sessao de exercicio resistido com carga de 50% do peso corporal. Os animais ingeriram 3g de Omega-3 pelo metodo de gavagem. Apos 48 horas os animais sofreram processo de eutanasia, foram realizadas as coletas de sangue e posteriormente analisadas. Houve aumentos significantes das concentracoes de CK do G2 (555 ± 238) em relacao ao G1(248±100). Observou-se aumento ignificativo da LDH no G2(1261 ± 466) quando comparado ao G1 (585 ± 368). O valor medio correspondente ao G4(1679 ± 472) mostrou-se elevado e sao superiores a aqueles observados no G1 e G3(906 ± 353). Houve um aumento significativo da PCR no grupo submetido ao exercicio resistido G4(0,054 ± 0,043) em comparacao aos que nao se exercitaram G1(0,018±0,005) e aos que foram suplementados depois do exercicio G3(0,018±0,007). Os valores do G3 mantiveram semelhantes aos valores do G1. Conclui-se que a inGestão aguda de Omega-3 depois do exercicio, foi eficiente em diminuir os marcadores de lesao muscular (CK e LDH), e o marcador da resposta de fase aguda da inflamacao (PCR)
Palavra-chave Animais
Creatinina
Ácidos Graxos Ômega-3
Ácido Láctico
Lipídeos
Proteína C-Reativa
Ratos Wistar
Animais
Idioma Português
Data de publicação 2012
Publicado em São Paulo: [s.n.], 2012. 72 p.
Publicador Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Extensão 72 p.
Direito de acesso Acesso restrito
Tipo Tese de doutorado
Endereço permanente http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/22279

Exibir registro completo




Arquivo

Arquivo Tamanho Formato Visualização

Não existem arquivos associados a este item.

Este item está nas seguintes coleções

Buscar


Navegar

Minha conta