Aspectos neurobiológicos da influência da separação materna na sensibilização comportamental ao etanol

Aspectos neurobiológicos da influência da separação materna na sensibilização comportamental ao etanol

Título alternativo Neurobiological aspects of the influence of maternal separation on ethanol-induced behavioral sensitization
Autor Kawakami, Suzi Emiko Autor UNIFESP Google Scholar
Orientador Suchecki, Deborah Autor UNIFESP Google Scholar
Instituição Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Pós-graduação Psicobiologia – São Paulo
Resumo O estresse no inicio da vida aumenta a vulnerabilidade a disturbios psiquiatricos, como depressao e ansiedade, assim como ao abuso de drogas. Um paradigma utilizado para estudar esses efeitos em roedores e a separacao materna longa (SML). Em um estudo previo realizado por nosso grupo, a SML acelerou o desenvolvimento da sensibilizacao comportamental ao efeito estimulante do etanol (EtOH) em femeas e este efeito pode ter sido decorrente de diversas alteracoes, entre elas, hormonais, neuroquimicas e comportamentais. No presente estudo procuramos dissecar essas influencias dos efeitos da SML sobre a sensibilizacao comportamental ao EtOH. Para isso, foram utilizados camundongos machos e femeas, submetidos a SML, que consiste em separar os filhotes de suas maes por 3h/dia do 2º ao 14º dia de vida. O grupo controle foi formado por ninhadas nao manipuladas, exceto para a limpeza das gaiolas-moradia (cuidado padrao de bioterio - CPB). No primeiro experimento, avaliou-se o efeito da SML per se ou apos o tratamento cronico de EtOH na atividade locomotora, nas concentracoes plasmaticas de corticosterona (CORT) e de monoaminas no cortex frontal, estriado e hipocampo, dosadas pelo metodo de ohigh performance liquid chromatographyo (HPLC). Os principais resultados deste experimento mostraram que os machos submetidos a SML e tratados cronicamente com EtOH apresentaram maiores concentracoes de CORT plasmatica e monoaminas hipocampais. Esse ultimo resultado poderia sugerir alteracao do comportamento tipo ansioso, que foi avaliado no Experim ento 2. Assim, os animais CPB e SML foram testados no labirinto em cruz elevado apos a administracao aguda de salina ou de 1,0 ou de 1,25 g/kg de EtOH e os machos SML apresentaram maior comportamento tipoansioso apos a administracao de salina, enquanto que foram mais sensiveis ao efeito ansiolitico do EtOH do que os machos CPB. Outros sistemas envolvidos no processo da sensibilizacao comportamental sao os sistemas opioidergico e do hormonio liberador de corticotrofina (CRH), que foram testados, respectivamente, nos experimentos tres e quatro. Os antagonistas opioidergico (naltrexone) e do receptor 1 do CRH (CRH-R1; CP-154526) diminuiram ou bloquearam a sensibilizacao comportamental dependendo do sexo, sendo que a SML nao modificou este efeito. Concluindo, as concentracoes de CORT e monoaminas foram mais sensiveis aos efeitos da SML, sendo que os machos foram mais influenciados pela manipulacao. A sensibilizacao comportamental nao foi modificada pela SML e o bloqueio da expressao desse fenomeno pelos antagonistas opioidergico e de CRH-R1 ocorreu de maneira sexo-dependente, sendo que os machos foram mais sensiveis ao naltrexone e as femeas ao antagonista de CRH-R1
Palavra-chave Animais
Etanol
Caracteres sexuais
Corticosterona
Privação materna
Idioma Português
Data de publicação 2012
Publicado em KAWAKAMI, Suzi Emiko. Aspectos neurobiológicos da influência da separação materna na sensibilização comportamental ao etanol. 2012. 146 f. Tese de Doutorado – Escola Paulista de Medicina, Universidade Federal de São Paulo. São Paulo, 2012.
Publicador Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Extensão 123 p.
Direito de acesso Acesso aberto Open Access
Tipo Tese de doutorado
Endereço permanente http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/22245

Exibir registro completo




Arquivo

Nome: Tese-13392.pdf
Tamanho: 812.4KB
Formato: PDF
Descrição:
Abrir arquivo

Este item está nas seguintes coleções

Buscar


Navegar

Minha conta