Infeccoes por fungos melanizados e filamentosos hialinos em receptores de transplante renal

Infeccoes por fungos melanizados e filamentosos hialinos em receptores de transplante renal

Título alternativo Infections by melanized fungi and hyaline moulds in kidney transplant recipients
Autor Santos, Daniel Wagner de Castro Lima Autor UNIFESP Google Scholar
Resumo O transplante de rim representa a terapeutica de substituicao renal de menor morbidade. No entanto, as complicacoes infecciosas relacionadas ao uso de drogas imunossupressoras sao de grande importancia, merecendo destaque as infeccoes fungicas invasivas. Doencas causadas por fungos melanizados (IFMs) e filamentosos hialinos (IFFh) nao sao frequentes neste cenario e, quando encontradas, diferentes aspectos da infeccao sao observados nesta populacao necessitando melhor caracterizacao do quadro clinico e terapeutico. Os objetivos deste estudo foram caracterizar a incidencia e os aspectos clinicos, epidemiologicos, diagnosticos e terapeuticos das IFMs e IFFh em receptores de transplante de rim. Foi realizado um estudo observacional e retrospectivo no periodo de 1976 a 2009 nas unidades hospitalares do complexo UNIFESP que realizam transplante de rim. Todos os receptores de transplante renal que desenvolveram IFMs ou IFFh foram incluidos neste estudo. No periodo avaliado ocorreram 59 episodios de IFMs ou IFFh em 54 receptores de transplante de rim, com taxa de incidencia de 7,69 casos/1.000 transplantes realizados. A maior parte dos casos ocorreu em individuos receptores de transplante de rim cujo doador era falecido, genero masculino e hipertensos. Todos faziam uso de corticoterapia no momento do diagnostico e, o uso do inibidor de calcineurina mostrou-se importante (94,9%), com destaque para o tacrolimus. As infeccoes por fungos melanizados foram as mais frequentes, sendo representadas por 40 episodios e com taxa de incidencia de 5,21 casos/1.000 transplantes realizados. Destes, as feohifomicoses sao as mais importantes (92,5%) seguidas pela cromoblastomicose (7,5%). Apenas um paciente apresentou comprometimento visceral, sendo todos os outros restritos a pele e subcutaneo. As lesoes nodulo-cisticas foram as mais observadas (62,2%) nas feohifomicoses. Em geral, a doenca possui aparecimento tardio e superior a 1 ano pos transplante (67,5%), comportamento benigno e sem potencial de disseminacao. A cura clinica foi facilmente obtida por metodos fisicos e/ou quimicos em 95% dos casos. Dentre as infeccoes por fungos filamentosos hialinos, a dermatofitose invasiva (5) foi a mais observada, seguida pela scedosporiose (4), fusariose (2), aspergilose (2) e zigomicose (2). Dermatofitose invasiva e fusariose mostraram-se benignas, com comprometimento cutaneo exclusivo e cura clinica em todos os casos. Dos 4 casos de scedosporiose, apenas 1 apresentou-se com comprometimento sistemico (SNC), sendo todos os outros restritos a pele e com resolucao clinica obtida por metodos fisicos e uso de antifungicos. Dois casos de aspergilose foram observados, sendo um com comprometimento pulmonar exclusivo e outro com disseminacao sistemica, com evolucao para obito em ambos. A zigomicose mostrou-se como micose de implantacao em um caso cutaneo e com comprometimento pulmonar em outro. Exposicao traumatica e comprometimento cutaneo estao mais associados ao desenvolvimento de IFMs, enquanto um maior status de imunossupressao gerado por corticoterapia ou anticorpos antilinfocitos estao mais associados ao aparecimento de IFFh
Palavra-chave Fungos
Transplante de Rim
Idioma Português
Data de publicação 2011
Publicado em São Paulo: [s.n.], 2011. 128 p.
Publicador Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Extensão 128 p.
Direito de acesso Acesso restrito
Tipo Tese de doutorado
Endereço permanente http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/22242

Exibir registro completo




Arquivo

Arquivo Tamanho Formato Visualização

Não existem arquivos associados a este item.

Este item está nas seguintes coleções

Buscar


Navegar

Minha conta