Efeitos do transplante intravenoso de celulas-tronco para recuperar a uretra de danos causados por pressao local

Efeitos do transplante intravenoso de celulas-tronco para recuperar a uretra de danos causados por pressao local

Título alternativo Effects the intravenous stem cell transplantation to recover the urethra from damage caused by local pressure
Autor Ipolito, Michelle Zampieri Autor UNIFESP Google Scholar
Resumo Introdução: a incontinencia urinaria de esforco e a perda involuntaria de urina durante o esforco fisico, em espirros e em tosse. Animais roedores que sofrem lesoes por distensao vaginal podem alterar a composicao histologica e a organizacao da uretra. Como tratamento, e possivel inserir as celulas-tronco da medula que atuam na recuperacao de lesoes e restauracao da estrutura uretral de ratas. Metodos: foram analisadas as uretras de tres grupos de ratas Wistar: controle, distensao vaginal e terapia com celula-tronco de medula apos a distensao vaginal. As lesoes uretrais foram confirmadas por analise de hematoxilina e eosina. In vitro as culturas de celulas foram utilizadas para a caracterizacao e proliferacao das celulas-tronco de medula ossea a partir de ratas saudaveis que expressam GFP antes do tratamento. Celulas GFP foram verificadas quanto a autenticidade utilizando-se os marcadores CD73, CD90 e CD105, CD34, CD31, CD16, CD14, CD45 e CD44 e foram diferenciadas em adipocitos, condroblastos e osteoblastos. Apos 72 horas de lesao, as celulas-tronco da medula ossea foram injetadas na veia da cauda das ratas traumatizadas. A localizacao das celulas GFP, bem como a morfologia do tecido uretral, foram verificadas nos dias 7 e 28 apos a injecao.Resultados: as ratas com distensao vaginal apresentaram a camada de musculo liso e estriado com menor espessura do que as ratas controle. As ratas com distensao vaginal tratadas com as celulas-tronco da medula apresentaram mais capilares na camada de musculo estriado do que as ratas que sofreram apenas a distensao vaginal e as do grupo de controle. Esses capilares eram marcados GFP. Observamos a presenca precoce de celulas-tronco da medula ossea em todas as camadas da uretra de ratas, apos 7 dias de terapia. As celulas GFP apresentaram fenotipagem de musculo liso e estriado durante 28 dias. Conclusao: Foi possivel avaliar a recuperacao do tecido uretral apos o trauma. A integracao de celulas-tronco da medula ossea foi identificada apos 28 dias na uretra de ratas Wistar
Palavra-chave Animais
Incontinência Urinária
Medula Óssea
Células-Tronco
Ratos Wistar
Animais
Idioma Português
Data de publicação 2012
Publicado em São Paulo: [s.n.], 2012. 105 p.
Publicador Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Extensão 105 p.
Direito de acesso Acesso restrito
Tipo Tese de doutorado
Endereço permanente http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/22240

Exibir registro completo




Arquivo

Arquivo Tamanho Formato Visualização

Não existem arquivos associados a este item.

Este item está nas seguintes coleções

Buscar


Navegar

Minha conta