Tacrolimus e rapamicina em transplante alógeno de tecido composto

Tacrolimus e rapamicina em transplante alógeno de tecido composto

Título alternativo Tacrolimus and rapamycin in composite tissue allotransplantation
Autor Weinstock, Matthias Wolfgang Mathony Autor UNIFESP Google Scholar
Orientador Ferreira, Lydia Masako Autor UNIFESP Google Scholar
Instituição Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Pós-graduação Cirurgia translacional – São Paulo
Resumo Introdução: Os mecanismos regulatorios desempenham papel importante na manutencao da tolerancia no transplante. pretende-se, neste estudo, desenvolver uma estrategia de tolerancia baseada na associacao de tacrolimo com rapamicina. Objetivo: Estudar efeitos de tacrolimo e rapamicina sobre as celulas T regulatorias em transplante composto de tecido alogeno. Metodos: O modelo foi de transplante composto de Ratos Brown-Norway para Lewis. Foram feitos 2 experimentos. Um para avaliar atividade reguladora dos tranplantes e outro para identificar o mecanismo de acao. No experimento 1 dividimos os ratos em 4 grupos, o experimental (tacrolimus do PO 0 ao 7 e rapamicina do PO 8 ao 21). Os outros tres: Rapamicina 21d, Tacrolimus 21d e Ambas 21d. Amostras de sangue foram colhidas para citometria de fluxo ao PO 21, PO 45. Em segundo experimento, animais divididos em 4 grupos com terapeutica semelhante ao primeiro, foram submetidos ao mesmo procedimento com coleta de sangue para a medicao dos niveis Idoleamina 2,3di-oxigenase no PO 0,5,10,15,21. Resultados: No grupo experimental nao houve rejeicao no PO 150 de 66% dos animais, em dois grupos houve 100% de rejeicao e no ultimo 75% de rejeicao. No grupo experimental houve significativo aumento nos niveis de celulas T reguladoras no PO 45 em comparacao ao PO 21. No segundo experimento, observou-se uma baixa atividade da IDO no PO 5 em animais recebendo exclusivamente tacrolimus. Conclusao: A associacao de tacrolimus e rapamicina de forma sequencial leva a um aumento de celulas T regulatoria e a tolerancia, bem como uma reduzida atividade da IDO no PO 5 em individuos recebendo exclusivamente tacrolimus

Introduction: Regulatory mechanisms play an important role on manteinance of tolerance in transplant. The intend of this study is develop a strategy for tolerance besed in the sequential association of Tacrolimus and Rapamycin. Aim: Study the efects of Tacrolimus and Rapamycin on T regulatory cells in Composite allotransplantation. Methods: The model was hind limb transplant from Brown-Norway to Lewis rats. 2 experiments were made. One to evaluate regulatory activity of transplants and another to identify its mechanism of action. On experiment 1 rats were divided in 4 groups, the experimental (Tacrolimus from POD 0 to 7 and Rapamycin from POD 8 to 21). The other 3: Rapamycin 21d, Tacrolimus 21d and both 21d. Blood samples were collected for flow cytometry on POD 21 and 45. In a second experiment animals divided in 4 groups with similar therapeutics than experiment 1, submited to the same procedure, with collect of blood samples to measure the levels of Idoleamine 2,3dioxigenase on POD 0,5,10,15,21.. Results: On experimental group there was not rejection no POD 150 of 66% of the animals, in two groups 100% rejected and in the last 75% rejected. In the experimental group was a significant increase of T regulatory cells on POD 45 comparing to POD21. ON second experiment was observed a low activity of IDO on POD 5 in animals receiving exclusevily Tacrolimus. Conclusion: The association of Tacrolimus and Rapamycin sequentialy leads to an increase of T regulatory and to tolerance and reduced activity of IDO on POD 5 of animals receiving exclusevily Tacrolimus as well.
Assunto Animais
Transplante de tecidos
Imunologia de transplantes
Sirolimo
Tacrolimo
Imunossupressão
Ratos endogâmicos BN
Animais
Idioma Português
Financiador Fundos para pesquisa em Cirurgia Plástica da Universidade de Pittsburgh
Data 2012
Publicado em WEINSTOCK, Matthias Wolfgang Mathony. Tacrolimus e rapamicina em transplante alógeno de tecido composto. 2012. 147 f. Tese (Doutorado em Ciências) – Escola Paulista de Medicina, Universidade Federal de São Paulo, São Paulo, 2012.
Editor Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Extensão 147 f.
Direito de acesso Acesso aberto Open Access
Tipo Tese de doutorado
URI http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/22235

Mostrar registro completo




Arquivos deste item

Nome: Publico-22235.pdf
Tamanho: 5.361Mb
Formato: PDF
Descrição:
Visualizar/Abrir

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(s)