Analise da expressao de genes receptores e reguladores de neutotransmissores em um novo modelo animal para esquizofrenia

Analise da expressao de genes receptores e reguladores de neutotransmissores em um novo modelo animal para esquizofrenia

Título alternativo Titulo em ingles: Analysis of gene expression of receptors and regulators of neurotransmitters in an animal model for schizophrenia
Autor Santoro, Marcos Leite Autor UNIFESP Google Scholar
Resumo Recentemente, nosso grupo mostrou que a linhagem Spontaneously Hypertensive Rats (SHR) apresentava uma serie de comportamentos, classicamente, associados com modelos animais de esquizofrenia. O presente projeto propoe investigar se ha diferenca na expressao de genes de receptores e reguladores de neurotransmissores no tecido sanguineo e duas regioes cerebrais (nucleus accumbens - NAcc e cortex pre-frontal - CPF) entre a linhagem de ratos SHR (N=8), modelo de esquizofrenia, e a linhagem de ratos Wistar, linhagem controle, (N=8), ambos tratados com veiculo, e entre os grupos SHR tratado e nao tratado com antipsicoticos (risperidona u N=8, clozapina u N=7, haloperidol u N=7). Nos utilizamos a tecnica de PCRarray para verificar a expressao de 84 genes relacionados a neurotransmissao. Na comparacao entre as linhagens SHR e Wistar encontramos quatro genes diferencialmente expressos no CPF (Chrnb4, Gad2, Qrfpr e Slc5a7) e um no sangue (Sstr4). Alem disso, observamos que o gene Tacr3 apresenta uma expressao diminuida no CPF e aumentada no NAcc do SHR em relacao ao Wistar e que esse gene esta correlacionado positivamente entre o sangue e NAcc e negativamente entre o sangue e CPF dos animais SHR. Com relacao aos grupos tratados com antipsicotico, encontramos tres genes diferencialmente expressos no CPF do grupo clozapina (Drd2, Drd3 e Brs3) e dois no CPF do grupo haloperidol (Brs3 e Sstr4). Nosso trabalho apontou genes diferencialmente expressos entre as duas linhagens que estao envolvidos em importantes vias relacionadas a esquizofrenia, como o Gad2 e o Tacr3, esse ultimo, um potencial biomarcador para a condicao do SHR. A comparacao entre os grupos SHR nao tratado e tratado com antipsicoticos apontou genes, possivelmente, relacionados ao efeito do antagonismo de receptores D2-like e associados a melhora no comportamento, como observado por nos anteriormente. Estes resultados demonstram semelhancas geneticas com a esquizofrenia nessa linhagem, alem de apontar um potencial biomarcador e novos genes, possivelmente, envolvidos com o fenotipo do SHR e comresposta aos antipsicoticos
Palavra-chave Animais
Esquizofrenia
Expressão Gênica
Ratos Endogâmicos SHR
Reação em Cadeia da Polimerase
Análise Serial de Tecidos
Ratos Wistar
Animais
Idioma Português
Data de publicação 2012
Publicado em São Paulo: [s.n.], 2012. 105 p.
Publicador Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Extensão 105 p.
Direito de acesso Acesso restrito
Tipo Tese de doutorado
Endereço permanente http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/22234

Exibir registro completo




Arquivo

Arquivo Tamanho Formato Visualização

Não existem arquivos associados a este item.

Este item está nas seguintes coleções

Buscar


Navegar

Minha conta