Avaliação do desenvolvimento de prematuros com peso ao nascer entre 1500 e 1999 gramas aos 18-24 meses idade corrigida, por meio das Escalas Bayley III

Avaliação do desenvolvimento de prematuros com peso ao nascer entre 1500 e 1999 gramas aos 18-24 meses idade corrigida, por meio das Escalas Bayley III

Título alternativo Assessment of development in preterm infants with birth weight between 1500 and 1999 grams at 18-24 months of corrected age, by Bayley Scales III
Autor Guerra, Camila Campos Autor UNIFESP Google Scholar
Orientador Dos Santos, Amelia Miyashiro Autor UNIFESP Google Scholar
Resumo Objetivos: Avaliar o desenvolvimento de prematuros com peso ao nascer de 1500 a 1999g, entre 18 e 24 meses de idade corrigida, por meio da Bayley III, determinando-se a prevalencia de alteracao nos escores de desenvolvimento e identificar os fatores associados ao menor escore de desenvolvimento. Metodos: Estudo transversal realizado no periodo de janeiro de 2009 a outubro de 2011, apos aprovacao do Comite de Etica e Pesquisas da Escola Paulista de Medicina - Universidade Federal de São Paulo e assinatura do Termo de Consentimento Livre e Esclarecido pelos pais. Foram incluidas criancas com idade corrigida de 18 a 24 meses, nascidas com idade gestacional <37 semanas e peso ao nascer de 1500 a 1999 gramas, acompanhadas no Ambulatorio de Prematuros da instituicao. Foram excluidos os casos de malformacoes, sindromes geneticas e infeccoes congenitas sintomaticas. Realizou-se a avaliacao do desenvolvimento cognitivo, linguagem, motor, socioemocional e de comportamento adaptativo (adaptativo geral, conceitual, social e pratico) por meio das Escalas Bayley III e coleta de dados demograficos e clinicos do prontuario da crianca. As variaveis categoricas foram comparadas por 2 ou teste exato de Fisher e as numericas por teste t ou Mann-Whitney. Os fatores associados aos escores de desenvolvimento foram analisados por regressao linear e os associados ao atraso no desenvolvimento (escore <85), por regressao logistica. Considerou-se significante, p<0,05. Resultados: Avaliaram-se 100 criancas, com idade corrigida de 19,9±2,0 meses, peso ao nascer de 1743±142g e idade gestacional de 33,2±1,7 semanas. A porcentagem e o IC95% de criancas com atraso no desenvolvimento cognitivo foram (2,0%; 0,6 a 7,0%), linguagem (5,0%; 2,2 a 11,2%), motor (3,0%; 1,0 a 8,5%), socioemocional (13,0%; 7,8 a 20,1%), adaptativo geral (26,0%; 18,4 a 35,4%), conceitual (17,0%; 10,9 a 25,6%), social (46,0%; 36,6 a 55,7%) e pratico (21,0%; 14,2 a 30,0%). A regressao linear multipla, o escore de desenvolvimento cognitivo diminuiu -5,909 (IC 95%: -11,697 a -0,121) pontos na crianca que recebeu ventilacao mecanica. O desenvolvimento de linguagem diminuiu -5,243 (IC 95%: -10,201 a -0,285) pontos na mae nao branca e -0,178 (IC 95%: -0,311 a -0,045) pontos por dia de internacao na unidade neonatal. O desenvolvimento motor diminuiu -6,269 (IC 95%: -12,451 a -0,088) pontos no parto cesareo e diminuiu 9,868 (IC 95%: -16,413 a -3,323) pontos na hemorragia peri-intraventricular. O desenvolvimento socioemocional diminuiu -10,942 (IC 95%: -19,240 a -2,644) pontos na escolaridade <9 anos e -11,371 (IC 95%: -20,835 a -1,906) pontos na crianca com z-escore de altura/idade <-2. O desenvolvimento adaptativo geral diminuiu -7,853 (IC 95%: -14,943 a -0,763) pontos na classe C/D; diminuiu -6,868 (IC 95%: -11,861 a -1,874) pontos no sexo masculino e diminuiu -7,174 (IC 95%: -13,212 a -1,136) pontos na hemorragia peri-intraventricular. O desenvolvimento conceitual aumentou 7,777 (IC 95%: 0,604 a 14,951) pontos na mae sem parceiro fixo e diminuiu -6,201 (IC 95%: -12,116 a -0,287) pontos se z-escore de altura/idade <-2. O desenvolvimento social aumentou 15,118 (IC 95%: 6,282 a 23,959) pontos na mae sem parceiro fixo; diminuiu -10,614 (IC 95%: -18,258 a -2,970) pontos na classe C/D; -8,228 (IC 95%: -14,942 a -2,970) pontos na presenca de hemorragia peri-intraventricular; -10,647 (IC 95%: -17,173 a -4,120) pontos se a crianca frequentava creche e -6,673 (IC 95%: -13,332 a -0,015) pontos se z-escore altura/idade <-2. O desenvolvimento pratico diminuiu -5,837 (IC 95%: -11,064 a -0,610) no sexo masculino. Ja na regressao logistica multipla, a chance de atraso de desenvolvimento socioemocional foi 5,000 (IC 95%: 1,415 a 17,668) vezes maior na escolaridade <9 anos. A chance de atraso de desenvolvimento social foi 3,344 (IC 95%: 1,212 a 9,221) vezes maior na classe C/D; 4,323 (IC 95%: 1,171 a 15,964) vezes maior no parto cesareo e 3,017 (IC95%: 1,059 a 8,597) vezes maior na hemorragia peri-intraventricular. A chance de atraso no desenvolvimento pratico foi 4,885 (IC 95%: 1,6268 a 14,655) vezes maior no pequeno para idade gestacional
Assunto Prematuro
Desenvolvimento infantil
Testes neuropsicológicos
Idioma Português
Data 2012
Publicado em São Paulo: [s.n.], 2012. 108 p.
Editor Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Extensão 108 p.
Direito de acesso Acesso restrito
Tipo Tese de doutorado
URI http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/22228

Mostrar registro completo




Arquivos deste item

Arquivos Tamanho Formato Visualização

Não existem arquivos associados a este item.

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(s)