Mudancas de habitos de vida apos sindrome coronariana aguda

Mudancas de habitos de vida apos sindrome coronariana aguda

Título alternativo Changes of life habits after acute coronary syndrome
Autor Mello, Aline Pardo de Autor UNIFESP Google Scholar
Resumo Introdução: A sindrome coronariana aguda (SCA) e a principal causa de obito nos paises industrializados e a terceira causa nos paises subdesenvolvidos, sendo que no Brasil e a maior causa de morte apos a quarta decada de vida. Este fato deve-se principalmente a dificuldade em eliminar fatores de risco com mudancas de habitos de vida, como adocao de pratica regular de exercicios fisicos e alimentacao saudavel. Objetivos: Identificar as principais barreiras citadas pelos pacientes com diagnostico de SCA para mudancas de habitos de vida; Tracar o perfil epidemiologico da amostra; verificar se ha influencia de caracteristicas socioeconomicas para mudancas de habitos de vida; verificar se os pacientes tem conhecimento dos beneficios alcancados com adocao de habitos de vida saudaveis. Casuistica e metodo: Estudo transversal realizado no Ambulatorio de Cardiologia da Universidade Federal de São Paulo. A amostra constou de pacientes com diagnosticos de SCA em acompanhamento medico no Ambulatorio de Cardiologia. Os dados foram obtidos atraves de entrevista e preenchimento de questionario previamente elaborado e aplicacao do Inventario de Depressao de Beck (BDI) para identificar sintomas de depressao na amostra. O periodo de coleta de dados foi de junho a novembro de 2005. Resultados: Foram entrevistados 200 pacientes, sendo que 36,5% (73) eram do sexo feminino e 63,5% (127) do sexo masculino. A media de idade foi de 60,19 com desvio padrao de 9,38 anos, idade minima de 36 anos e a maxima de 81 anos. Na avaliacao do grau de escolaridade 45% (90) tinham o ensino fundamental incompleto; houve relacao significativa entre grau de escolaridade e menor conhecimento sobre a doenca (r = 0,278; p = <0,001), menor importancia a inGestão de dieta saudavel (r = 0,155; p = 0,029); evidenciou-se uma relacao inversamente proporcional entre grau de escolaridade e isolamento social (r = -0,163; p = 0,021). Conclusao: Baixo grau de escolaridade, deficit de conhecimento da doenca, falta de acompanhamento psicologico associado a falta de disposicao pessoal, falta de tempo, falta de orientacao profissional e falta de um quadro social mais favoravel prejudicam o sucesso do tratamento na fase apos SCA no que diz respeito a adocao de habitos de vida que possam auxiliar na prevencao de novos eventos cardiacos isquemicos
Palavra-chave Acontecimentos que Mudam a Vida
Atividades Cotidianas
Síndrome Coronariana Aguda
Idioma Português
Data de publicação 2010
Publicado em São Paulo: [s.n.], 2010. 69 p.
Publicador Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Extensão 69 p.
Direito de acesso Acesso restrito
Tipo Tese de doutorado
Endereço permanente http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/22219

Exibir registro completo




Arquivo

Arquivo Tamanho Formato Visualização

Não existem arquivos associados a este item.

Este item está nas seguintes coleções

Buscar


Navegar

Minha conta