Naproxeno para prevencao de fibrilacao atrial no pos-operatorio de cirurgia de revascularizacao miocardica u estudo NAFARM

Naproxeno para prevencao de fibrilacao atrial no pos-operatorio de cirurgia de revascularizacao miocardica u estudo NAFARM

Título alternativo Naproxen as prophylaxis against atrial fibrillation on postoperative of coronary artery bypass graft surgery u NAFARM study
Autor Horbach, Stevie Jorge Autor UNIFESP Google Scholar
Resumo Introdução: a fibrilacao atrial (FA) e uma complicacao comum no pos-operatorio de cirurgia cardiaca e e responsavel por aumento nos custos hospitalares e na mortalidade intra-hospitalar. Varios estudos clinicos propoem a inflamacao como um dos fatores envolvidos na sua genese. Um estudo observacional recente sugeriu que o uso de anti-inflamatorios nao esteroides poderia oferecer protecao contra a FA. Objetivo: avaliar o efeito de naproxeno versus placebo na prevencao de FA no pos-operatorio de cirurgia de revascularizacao miocardica (CRM). Metodos: delineado um ensaio clinico, randomizado, duplo-cego, placebo controlado, de centro unico, com 161 pacientes consecutivos submetidos a CRM. Estes receberam naproxeno 275mg, a cada 12 horas, ou placebo na mesma dosagem, durante 120 horas imediatamente apos a realizacao da cirurgia. O desfecho primario foi a ocorrencia de FA nos cinco primeiros dias de pos-operatorio. Resultados: a incidencia de FA pos-operatoria foi de 15.2% (12/79) no grupo placebo versus 7.3% (6/82) no grupo naproxeno (P = .11). A duracao dos episodios de FA foi significativamente menor no grupo naproxeno (0.35 horas) quando comparada com a do grupo placebo (3.74 horas; P = .04). Nao houve diferenca no numero de dias de hospitalizacao entre os grupos placebo (17.23  7.39) e naproxeno (18.33 9.59; P = .44). O tempo de internacao na unidade de terapia intensiva foi de 4.0  4.57 dias no grupo placebo e 3.23  1.25 dias no grupo naproxeno (P = .16). O estudo foi interrompido, pelo comite de monitoramento de dados, antes de atingir o numero inicial planejado de 200 pacientes devido a um aumento nos casos de insufiCiência renal no grupo naproxeno (7.3% versus 1.3%; P = .06). Conclusoes: o uso do Naproxeno no pos-operatorio nao reduziu significantemente a incidencia de FA, mas reduziu sua duracao em uma amostra limitada de pacientes submetidos a CRM. Houve um aumento significativo nos casos de insufiCiência renal nos pacientes que receberam naproxeno 275mg a cada 12 horas.O presente estudo nao suporta o uso rotineiro de naproxeno, apos CRM, para prevencao de FA. Registro do ensaio clinico: Controlled-trials.com ISRCTN 10318446; http://www.isrctn.org
Palavra-chave Fibrilação Atrial
Revascularização Miocárdica
Naproxeno
Anti-Inflamatórios
Período Pós-Operatório
Idioma Português
Data de publicação 2012
Publicado em São Paulo: [s.n.], 2012. 28 p.
Publicador Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Extensão 28 p.
Direito de acesso Acesso restrito
Tipo Tese de doutorado
Endereço permanente http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/22213

Exibir registro completo




Arquivo

Arquivo Tamanho Formato Visualização

Não existem arquivos associados a este item.

Este item está nas seguintes coleções

Buscar


Navegar

Minha conta