Infeccao da corrente sanguinea relacionada ao cateter venoso central em pacientes de unidade de terapia intensiva

Infeccao da corrente sanguinea relacionada ao cateter venoso central em pacientes de unidade de terapia intensiva

Título alternativo Catheter related bloodstream infection in ICU patients: making the decision to remove or not to remove the central venous catheter
Autor Deliberato, Rodrigo Octavio Autor UNIFESP Google Scholar
Resumo Introdução: Aproximadamente 150 milhoes de cateteres venosos centrais sao usados todos os anos nos Estados Unidos. A infeccao da corrente sanguinea relacionada ao cateter venoso central e uma das mais importantes complicacoes do cateter venoso central. Nos dias atuais existem diferentes metodos diagnosticos, o classico que requer a retirada do cateter venoso central e o conservador que mantem o cateter venoso central durante o processo diagnostico. Objetivos: Comparar a mortalidade hospitalar dos pacientes com infeccao da corrente sanguinea relacionada ao cateter venoso central de acordo com o metodo diagnostico (classico vs conservador). Metodos: De Janeiro de 2000 a dezembro de 2008 foram revisados todos os episodios de infeccao da corrente sanguinea relacionada ao cateter venoso central do Centro de Terapia Intensiva do Hospital Israelita Albert Einstein. O metodo classico foi definido quando o paciente com cateter venoso central tinha pelo menos uma hemocultura (colhida de uma veia periferica) juntamente com a cultura semi quantitativa da ponta do cateter (> 15 UFC) ambas com o crescimento do mesmo microorganismo. O metodo conservador foi definido quando o paciente com cateter venoso central tinha pelo menos uma hemocultura positiva (colhida de uma veia periferica) associada a: (1) diferencial de tempo de positividade maior ou igual a 2 horas (hemocultura colhida pelo cateter vs a hemocultura colhida pela veia periferica) ou (2) diferencial de unidades formadoras de colonias maior ou igual a 5:1 (hemocultura pelo cateter vs veia periferica). Resultados: Durante o periodo do estudo, foram diagnosticados 53 casos de infeccao da corrente sanguinea relacionada ao cateter venoso central (37 pelo metodo classico e 16 pelo metodo conservador). Nao houve diferenca estatisticamente significativa na mortalidade hospitalar pelo metodo classico vs metodo conservador (57% vs 75%, p=0,208). Conclusoes: Nosso estudo nao demonstrou diferenca estatistica na mortalidade hospitalar de pacientes com infeccao da corrente sanguinea relacionada ao cateter venoso central comparando-se o metodo classico com o metodo conservador
Palavra-chave Cateterismo Venoso Central/efeitos adversos
Infecções Relacionadas a Cateter
Fungemia
Bacteriemia
Unidades de Terapia Intensiva
Técnicas e Procedimentos Diagnósticos
Idioma Português
Data de publicação 2012
Publicado em São Paulo: 2012. 62 p.
Publicador Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Extensão 62 p.
Direito de acesso Acesso restrito
Tipo Tese de doutorado
Endereço permanente http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/22210

Exibir registro completo




Arquivo

Arquivo Tamanho Formato Visualização

Não existem arquivos associados a este item.

Este item está nas seguintes coleções

Buscar


Navegar

Minha conta