Expressão de aromatase, globulina ligante e receptores de esteroides em células germinativas primordiais de rãs-touro adultas: uma possível participação destas células no controle espermatogênico sazonal

Expressão de aromatase, globulina ligante e receptores de esteroides em células germinativas primordiais de rãs-touro adultas: uma possível participação destas células no controle espermatogênico sazonal

Título alternativo Expression of aromatase, binding globulin and steroid receptors in primordial germ cells of adult bullfrogs: a possible participation of these cells in the seasonal spermatogenic control
Autor Caneguim, Breno Henrique Autor UNIFESP Google Scholar
Orientador Sasso-Cerri, Estela Autor UNIFESP Google Scholar
Resumo Introdução: Em anuros, a espermatogenese e a esteroidogenese variam de acordo com a sazonalidade. Os testiculos de ras-touro (Lithobates catesbeianus), no inverno, apresentam amplos lobulos seminiferos contendo numerosas espermatogonias e espermatocitos e celulas germinativas primordiais (PGCs) fortemente imunopositivas para testosterona. No verao, entretanto, quando os lobulos apresentam celulas germinativas em intenso processo espermatogenico, principalmente, espermiogenese e espermiacao, estas celulas mostram fraca/ausente presenca de testosterona. Objetivos: Este estudo visa responder como a testosterona e mantida no interior das PGCs. Alem disso, uma possivel conversao de testosterona em estrogeno pela enzima aromatase (CYP19) tambem foi avaliada nas PGCs, assim como a participacao do estrogeno na atividade proliferativa destas celulas durante a sazonalidade. Material e Metodos: Foram utilizadas 16 ras-touro macho, sexualmente maduras, as quais foram coletadas no inverno (GI; n=8) e no verao (GV; n=8). Os testiculos foram removidos, fixados em formaldeido 4%, e processados para inclusao em historesina e parafina. Alguns testiculos foram processados para realizacao do Western Blot. Nos cortes testiculares incluidos em historesina e corados pela H.E. foi obtido o numero de PGCs por area (mm²) lobular. Reacoes histoquimicas e imuno-histoquimicas foram realizadas nos cortes testiculares incluidos em parafina para deteccao de marcadores de celulas-tronco (fostatase alcalina e GFR 1), receptores de androgeno (ARs), globulina ligante de hormonio sexual (SHBG), CYP19, receptores de estrogeno (ER ) e antigeno nuclear de proliferacao celular (PCNA). O numero de PGCs PCNA-imunopositivas/mm² lobular e o indice semiquantitativo (HSCORE) de PGCs CYP19- e ER -imunopositivas foram obtidos. Resultados e Discussao: A analise do Western blot confirmou que os anticorpos primarios utilizados, exceto CYP19, apresentaram especificidade para as proteinas testiculares de ras-touro. A expressao de fosfatase alcalina e GFR 1 sugerem que as PGCs sao espermatogonias-tronco. Nos animais do GI a expressao de AR e SHBG nas PGCs indicam que a testosterona e mantida nestas celulas por essas proteinas. A baixa atividade mitotica da PGCs nesses animais poderia explicar a manutencaode um limite maximo de celulas germinativas a ser suportado pelos lobulos seminiferos durante o inverno. No verao, afraca/ausente expressao de testosterona nas PGCs coincide com a evidente expressao de CYP19 e ER , sugerindo que a testosterona pode ser convertida em estrogeno do inverno para o verao. Estudos tem relacionado a atividade proliferativa das espermatogonias com a presenca de estrogeno. Portanto, o paralelismo observado entre o alto numero de celulas PCNApositivas e o aumento do HSCORE referente a imunoexpressao de ER nas PGCsdurante o verao sugere que uma possivel participacao do estrogeno na atividade proliferativa das PGCs ocorre neste periodo. Conclusao: Nossos resultados indicam um possivel papel de hormonios esteroides no controle das PGCs durante a espermatogenese sazonal, mantendo a quiescencia e a recrudescencia testiculares em L. catesbeianus
Palavra-chave Animais
Anfíbios
Espermatogônias
Testosterona
Estrogênios
Imuno-Histoquímica
Proliferação de Células
Rana catesbeiana
Animais
Idioma Português
Data de publicação 2012
Publicado em São Paulo: [s.n.], 2012. 123 p.
Publicador Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Extensão 123 p.
Direito de acesso Acesso restrito
Tipo Tese de doutorado
Endereço permanente http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/22163

Exibir registro completo




Arquivo

Arquivo Tamanho Formato Visualização

Não existem arquivos associados a este item.

Este item está nas seguintes coleções

Buscar


Navegar

Minha conta