Tratamento cirurgico da Sindrome da Apneia Obstrutiva do Sono com Avanco Maxilomandibular

Tratamento cirurgico da Sindrome da Apneia Obstrutiva do Sono com Avanco Maxilomandibular

Título alternativo Efficacy of Maxillomandibular Advancement in the Treatment of Obstructive Sleep Apnea Syndrome: a Systematic Review and Meta-Analysis
Autor Balsalobre, Rafael de Andrade Autor UNIFESP Google Scholar
Resumo Introdução: A cirurgia de avanco maxilomandibular (AMM) tem sido indicada para o tratamento da Sindrome da Apneia Obstrutiva do Sono (SAOS) em pacientes apneicos graves, com defiCiências maxilomandibulares, ou que nao toleram ou que nao obtiveram sucesso em outros tipos de tratamentos. Esse procedimento cirurgico promove a anteriorizacao da maxila e mandibula, aumentando o calibre das vias aereas superiores (VAS). OBJETIVO: Avaliar por meio de uma Revisao Sistematica da Literatura a eficacia do AMM no tratamento da SAOS, em pacientes que nao sofreram nenhum outro procedimento cirurgico para esta mesma finalidade. METODOLOGIA: Realizou-se uma busca sistematica dos estudos, independentemente da lingua de publicacao, nas seguintes bases de dados: Pubmed, Biblioteca Central Cochrane, Embase, Biblioteca Brasileira de Odontologia e Lilacs. Foram incluidos estudos controlados ou nao, que avaliaram pacientes apneicos adultos submetidos unicamente ao AMM como tratamento da SAOS. Utilizou-se como medida de desfecho primario o Indice de Apneia e Hiponeia (IAH) ou Indice de Disturbio Respiratorio (IDR) pre e apos tratamento. E como medidas de desfechos secundarios foram consideradas as seguintes variaveis: melhora dos sintomas subjetivos de Sonolencia Excessiva Diurna (SED), avaliado pela escala de sonolencia Epworth (ESE); satisfacao com as mudancas na aparencia facial; os riscos e complicacoes do procedimento; e os efeitos colaterais. RESULTADOS: Cinco estudos foram selecionados, sendo 4 series de casos e 1 ensaio clinico controlado e randomizado. Realizamos duas metanalises, uma avaliando o desfecho primario IAH (N=61 / Follow-up: 2 a 12 meses) e outra avaliando o desfecho secundario SED (N=40 / Follow-up: 2-12 meses). A metanalise dos dados associados ao desfecho primario mostrou uma reducao do IAH basal de 49,33 ± 16,85 para 4,44 ± 5,76 apos AMM (p<0,0001); enquanto que a metanalise dos dados associados ao desfecho secundario mostrou reducao da pontuacao da ESE basal de 13,98 ± 4,41 para 6,58 ± 2,37 apos AMM (p<0,0001). CONCLUSAO: Esta revisao sistematica sugere que o AMM e eficaz no tratamento da SAOS. No entanto, para melhor definir o papel dessa intervencao no tratamento da SAOS faz-se necessaria a realizacao de mais estudos com alto nivel de evidencia, amostras dimensionadas e com um longo tempo de acompanhamento
Palavra-chave Síndromes da Apneia do Sono
Osteotomia de Le Fort
Osteotomia Sagital do Ramo Mandibular
Idioma Português
Data de publicação 2012
Publicado em São Paulo: [s.n.], 2012. 155 p.
Publicador Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Extensão 155 p.
Direito de acesso Acesso restrito
Tipo Tese de doutorado
Endereço permanente http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/22153

Exibir registro completo




Arquivo

Arquivo Tamanho Formato Visualização

Não existem arquivos associados a este item.

Este item está nas seguintes coleções

Buscar


Navegar

Minha conta