Estudo sobre o efeito imunomodulador do colecalciferol (Vitamina D3) na patogenese da glomeruloesclerose segmentar e focal experimental

Estudo sobre o efeito imunomodulador do colecalciferol (Vitamina D3) na patogenese da glomeruloesclerose segmentar e focal experimental

Título alternativo The immunomodulatory effect of cholecalciferol (Vitamin D3) on the pathogenesis of experimental focal segmental glomerulosclerosis
Autor Silva, Janice da Costa Autor UNIFESP Google Scholar
Resumo A glomeruloesclerose segmentar e focal (GESF) e uma das principais causas de doenca renal cronica cortico-resistente. Os mecanismos imunologicos envolvidos no desenvolvimento da GESF ainda sao desconhecidos, porem varios trabalhos demonstraram uma associacao entre a doenca e o desenvolvimento de repostas imunes do tipo Th2. Uma vez que o colecalciferol, tambem conhecido como vitamina D3 (VD3), tem um potente efeito modulador sobre diferentes respostas imunologicas, nossa hipotese era de que a suplementacao com essa vitamina seria capaz de modular a GESF. Para testarmos nossa ideia, utilizamos um modelo de GESF induzida por adriamicina (ADM), sendo a suplementacao alimentar com Vitamina D3 realizada previamente ou apos a administracao da droga. Nossos resultados mostram que a previa administracao de VD3 e capaz de inibir a perda de funcao renal, decorrente das alteracoes na estrutura renal induzidas pela ADM. Esse fenomeno foi associado a inibicao, nos rins, de fatores de transcricao relacionados com o padrao de resposta Th2 e de proteinas pro-fibroticas. Em contraste, a suplementacao com VD3 iniciada em periodos onde a doenca ja estava estabelecida nao foi capaz de inibir o desenvolvimento da GESF. A analise do tecido renal tambem revelou que a ADM induz uma queda brusca nos niveis do receptor de vitamina D (VDR) logo apos a administracao da droga. Esse dado indica que o efeito renoprotetor da VD3 depende da expressao, nos rins, do seu receptor. Portanto, nosso trabalho mostra que a suplementacao com VD3 pode ser uma alternativa profilatica para a modulacao da GESF, como em casos onde a familia ja apresenta historico da doenca ou em pacientes transplantados com perigo de recidiva. Porem, uma vez estabelecido o dano renal, acompanhado da inibicao da expressao do VDR, esse tipo de abordagem ja nao e mais eficiente
Palavra-chave Nefropatias Diabéticas
Imunomodulação
Colecalciferol
Doxorrubicina
Camundongos Endogâmicos BALB C
Idioma Português
Data de publicação 2012
Publicado em São Paulo: [s.n.], 2012. 80 p.
Publicador Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Extensão 80 p.
Direito de acesso Acesso restrito
Tipo Tese de doutorado
Endereço permanente http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/22141

Exibir registro completo




Arquivo

Arquivo Tamanho Formato Visualização

Não existem arquivos associados a este item.

Este item está nas seguintes coleções

Buscar


Navegar

Minha conta