Avaliação de alguns aspectos da aquisição e desenvolvimento da linguagem de crianças nascidas pré-termo

Avaliação de alguns aspectos da aquisição e desenvolvimento da linguagem de crianças nascidas pré-termo

Alternative title Evaluation of some aspects of the acquisition and development of language in pre-term born children
Author Pereira, Mara Rita Autor UNIFESP Google Scholar
Funayama, Carolina Araújo Rodrigues Google Scholar
Institution Universidade de São Paulo (USP)
Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Abstract The correction of the age of pre-term infants for the motor evaluation has been the accepted practice but it has not been clear in other areas. This study compared indicators of the acquisition and development of language, considering corrected and chronological ages. Twenty healthy infants born between the 28th and 36th week of gestation (median 32 weeks), weighing 800g to 2380g (median 1590g), 9 AGA and 11 SGA, were followed up to 15 months age. As a reference for normality, evaluation of Costa et al. (1992) was used, which groups predictable behavior in 5 levels. For receptive language, considering the chronological age, normal performance occurred at all levels except for Level I (0-3 months). For expressive language, considering the chronological age, 6 (12%) of the 50 evaluations showed normal performance. With their age corrected, in 16 evaluations (40%) the infants achieved the expected level, mainly at 6 and 12 months age. On the whole, for the chronological age, there was a larger number of AGA with normal performance (p<0.05). We conclude that with the use of the Costa method, it was unnecessary to correct the age for receptive language evaluation, and that, for the expressive, the high frequency of normal results at the corrected ages for 6 and 12 months, suggests that these ages constitute periods of intensification of vigilance.

A correção da idade para avaliação motora de nascidos pré-termo tem sido consenso, o que não ocorre em outros domínios do desenvolvimento. Este estudo comparou indicadores da aquisição e desenvolvimento da linguagem, considerando-se as idades cronológica e corrigida. Foram acompanhadas por 1 a 15 meses 20 crianças hígidas nascidas entre 28 e 36 semanas (mediana 32s), com 800g a 2380g (mediana 1590g), sendo 9 adequado para a idade gestacional (AIG) e 11 pequenas para a idade gestacional (PIG). A referência de normalidade foi o roteiro de Costa et al. (1992), que contém cinco níveis de linguagem. Quanto aos comportamentos receptivos, já considerando-se a idade cronológica, houve desempenho normal em todos os níveis, exceto no nível I (0-3 meses). Em relação à linguagem expressiva, considerando-se a idade cronológica, das 50 avaliações, 6 (12%) foram normais. Com a correção da idade, em 16 avaliações (40%) as crianças adequaram-se ao nível esperado, sendo mais freqüente a adequação aos 6 e 12 meses. Considerando-se a idade cronológica, houve maior número de AIG com desempenho normal (p<0,05). Com o uso da metodologia de Costa, não foi necessário corrigir a idade para avaliação da linguagem receptiva e, para a expressiva, a freqüência maior de resultados normais nas idades corrigidas para 6 e 12 meses sugere intensificação de vigilância nestas idades.
Keywords development
language
pre-term
corrected age
desenvolvimento
linguagem
pré-termo
idade corrigida
Language Portuguese
Date 2004-09-01
Published in Arquivos de Neuro-Psiquiatria. Academia Brasileira de Neurologia - ABNEURO, v. 62, n. 3a, p. 641-648, 2004.
ISSN 0004-282X (Sherpa/Romeo)
Publisher Academia Brasileira de Neurologia - ABNEURO
Extent 641-648
Origin http://dx.doi.org/10.1590/S0004-282X2004000400014
Access rights Open access Open Access
Type Article
SciELO ID S0004-282X2004000400014 (statistics in SciELO)
URI http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/2211

Show full item record




File

Name: S0004-282X2004000400014.pdf
Size: 200.4Kb
Format: PDF
Description:
Open file

This item appears in the following Collection(s)

Search


Browse

Statistics

My Account