A via de sinalizacao PI3K/AKT na patogenese da sindrome mielodisplasica

A via de sinalizacao PI3K/AKT na patogenese da sindrome mielodisplasica

Título alternativo PI3K/AKT pathway is involved in myelodysplastic syndrome pathogenesis and could be a potential therapeutic target
Autor Rezende, Denise Carvalho Autor UNIFESP Google Scholar
Resumo Introdução: A progressao para leucemia mieloide aguda (LMA) e as citopenias perifericas sao as principais causas de morte em pacientes portadores de Sindrome Mielodisplasica. Os mecanismos responsaveis pela progressao para LMA ainda nao estao bem definidos. Estudos recentes sugerem que a via fosfatidilinusitol (PI)3-kinase (PI3K)/AKT esta envolvida na ativacao, via P-Akt, de NF-κB e em sua ativacao constitutiva em celulas leucemicas. A ativacao constitutiva da PI3K/AKT foi observada em tumores solidos e leucemias, porem pouco se conhece sobre o papel da PI3K/AKT na SMD. Objetivos: Determinar o estado de ativacao da via de sinalizacao PI3K/AKT atraves da deteccao da fosforilacao da proteina AKT em celulas CD34+ de pacientes com SMD nos diversos estagios da doenca; avaliar o papel da inibicao da via PI3K/AKT in vitro e in vivo. Material e Metodos: A expressao de p-AKT foi avaliada por citometria de fluxo (CF), utilizando o anticorpo Ser 473 p-AKT fosfoespecifico e conjugado com alexa-fluor 488 (Cell Signalling Technology). Tripla marcacao com CD45-PerCP e CD34-PE foi utilizada para avaliar a expressao de p-AKT em celulas CD34+ de amostras primarias. Foram usados como controle negativo e positivo celulas CD34+ de doadores de medula ossea e linhagem celular Jurkat, respectivamente. A expressao de p-AKT foi determinada atraves do teste estatistico de Kolmogorov-Smirnov (valor de D). A linhagem celular P39 e celulas primarias de SMD foram tratadas com os inibidores LY294002 e Deguelin, apoptose (Anexina-V e PI/7AAD) e ciclo celular (RNase e PI) foram determinadas apos os tratamentos. Para avaliar a atividade in vivo de deguelin, foi utilizado um modelo de xenotransplante. Resultados: A expressao de pAKT foi maior na LMA do que controles normais (0,58±0,05; n=15 vs 0,31±0,02; n=6; p=0,006). Semelhantemente, o nivel de expressao de p-AKT foi maior na SMD do que nos controles, porem nao significante (0,44±0,05; n=15 vs 0,31±0,02; n=6). quando analisamos os casos de SMD de acordo com a classificacao OMS, a expressao de p-AKT aumenta com a progressao da doenca observamos que os pacientes classificados como Baixo Risco (CRDM/ARSA/5q-) apresentavam expressao p-AKT significantemente menor que os de alto risco/LMA evidenciando significancia estatistica (0,40±0,06; n=12vs 0,58±0,05; n=15; p=0,03). Diferencas estatisticas tambem nao foram observadas quando analisamos os resultados de acordo com a estratificacao de risco do IPSS ou WPSS, assim como nao foi observado correlacao entre expressao de p-AKT e numeros de blastos e cariotipo. A mediana de expressao de p-AKT dos controles foi usada como cut-off (mediana = 0,32) de positividade. Observou-se que a maioria das LMAs foram positivas (87%,13/15) para expressao de p-AKT. Na SMD, a positividade foi de (67%,10/15). Apoptose e inibicao do ciclo celular foram observados quando P-39 foi tratada com LY294002, entretanto a acao do deguelin foi modesta. Nao foi observada apoptose em CMN de pacientes em diferentes estagios de doenca e independente do nivel de expressao de p-AKT (Figura 14). Entretanto, Apoptose induzida por LY294002 e deguelin foi observada em maior intensidade em celulas CD34+ do que em CMN. Neste caso, foi possivel demonstrar a inibicao de p-Akt apos os tratamentos realizados. In vivo, tratamento com deguelin nao interferiu no enxerto de P39 e nao alterou a sobrevida. Conclusoes: A via PI3K/AKT esta participa da patogenese da SMD e esta envolvida na progressao da doenca. A inibicao da via PI3K/AKT e um possivel alvo terapeutico. Deguelin nao demonstrou efeitos expressivos, porem outros inibidores de PI3K devem ser testados na SMD
Palavra-chave Humanos
Síndromes Mielodisplásicas
Síndromes Mielodisplásicas/etiologia
Apoptose
Fosfatidilinositol 3-Quinase
Leucemia Mieloide Aguda
DEGUELIN
Humanos
Idioma Português
Data de publicação 2011
Publicado em São Paulo: [s.n.], 2011. 118 p.
Publicador Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Extensão 118 p.
Direito de acesso Acesso restrito
Tipo Tese de doutorado
Endereço permanente http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/22109

Exibir registro completo




Arquivo

Arquivo Tamanho Formato Visualização

Não existem arquivos associados a este item.

Este item está nas seguintes coleções

Buscar


Navegar

Minha conta