Efeitos da privação de sono sobre a plasticidade hipocampal: a importância dos receptores AMPA

Efeitos da privação de sono sobre a plasticidade hipocampal: a importância dos receptores AMPA

Título alternativo Effects of sleep deprivation on hippocampal plasticity: the relevance of AMPA receptors
Autor Dubiela, Francisco Paulino Autor UNIFESP Google Scholar
Orientador Hipólide, Débora Cristina Autor UNIFESP Google Scholar
Instituição Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Pós-graduação Psicobiologia – São Paulo
Resumo Diversos estudos mostram que a falta de sono interfere na formacao de novas memorias, especialmente as dependentes do hipocampo. Em consonancia, ha trabalhos que mostram que a privacao de sono (PS) interfere sobre o ritmo teta hipocampal (4 a 12 Hz), mas nao ha dados consistentes sobre seus efeitos durante a aprendizagem de tarefas de memora. Ha evidencias indiretas que sugerem o envolvimento de receptores glutamatergicos ionotropicos do tipo AMPA, que constituem um fator essencial tanto para a aprendizagem de tarefas como para a plasticidade hipocampal. Tratamentos com farmacos que atuam sobre os receptores AMPA tem se mostrado eficazes na prevencao de prejuizos de memoria induzidos por patologias neurais, bem como na modulacao do ritmo teta hipocampal. Portanto, o objetivo do presente estudo foi investigar o envolvimento dos receptores AMPA hipocampais sobre os prejuizos de memoria de ratos, induzidos pela privacao de sono. Na primeira etapa, foram realizadas analises da marcacao autorradiografica de receptores AMPA e da transcricao da subunidade GluR1 apos a privacao de sono, bem como experimentos farmacologicos com potenciador (aniracetam) e antagonista (GYKI 52466) de receptores AMPA, com o proposito de prevenir os prejuizos apresentados por ratos privados de sono na tarefa de esquiva inibitoria. Na segunda etapa, foi realizada a caracterizacao do ritmo teta hipocampal e seus subtitpos (teta tipo 1 e tipo 2) durante uma tarefa de reconhecimento de objetos em apos PS. Na primeira etapa, foi observado uma diminuicao da marcacao autorradiografica de receptores AMPA especificamente na formacao hipocampal de ratos privados de sono por 96 h, que se normaliza com uma recuperacao de sono por 24 h. Por outro lado, nao foram encontradas alteracoes na hibridizacao in situ da subunidade GluR1 hipocampal. Dados de experimentos farmacologicos mostraram que a administracao aguda de aniracetam (100 mg/kg) foi eficaz na prevencao de prejuizo de desempenho de esquiva inibitoria de ratos privados de sono, ao passo que tratamentos agudo e cronico com GYKI 52466 nao surtiram efeito. Na segunda etapa, ratos com implantes de eletrodos na formacao hipocampal desempenharam uma tarefa de reconhecimento de objetos apos PS de 72 h, e apresentaram prejuizo nessa condicao. A analise da potencia do ritmo teta hipocampal mostrou que o ritmo teta tipo 2 esta reduzido durante o treino da tarefa, e que se normaliza na ocorrencia do teste apos a recuperacao de sono. A partir dos dados obtidos nas duas etapas, conclui-se que: 1) a privacao de sono reduz a marcacao de receptores AMPA hipocampais, por meio de modificacoes pos-transcricionais de suas subunidades, e que a recuperacao de sono normaliza esse efeito; 2) o potenciador aniracetam previne o prejuizo de memoria de ratos privados de sono na tarefa de esquiva inibitoria; 3) a privacao de sono modifica o ritmo teta hipocampal durante a aprendizagem de uma tarefa de reconhecimento de objetos, e sugere a participacao dos receptores AMPA hipocampais nessa condicao
Palavra-chave Animais
Privação do Sono
Memória
Hipocampo
Receptores de AMPA
Ratos
Animals
Sleep deprivation
Hippocampus
Receptors, AMPA
Rats
Memory
Idioma Português
Data de publicação 2012
Publicado em DUBIELA, Francisco Paulino. Efeitos da Privação de Sono sobre a Plasticidade Hipocampal: a importância dos receptores AMPA. 2012. 133 f. Tese (Doutorado) - Escola Paulista de Medicina, Universidade Federal de São Paulo. São Paulo, 2012.
Publicador Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Extensão 133 p.
Direito de acesso Acesso aberto Open Access
Tipo Tese de doutorado
Endereço permanente http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/22039

Exibir registro completo




Arquivo

Nome: Tese-13222.pdf
Tamanho: 2.666MB
Formato: PDF
Descrição:
Abrir arquivo

Este item está nas seguintes coleções

Buscar


Navegar

Minha conta