Niveis plasmaticos de mieloperoxidase em mulheres com artrite reumatoide

Niveis plasmaticos de mieloperoxidase em mulheres com artrite reumatoide

Título alternativo Plasma myeloperoxidase levels in women with rheumatoid arthritis
Autor Fernandes, Raissa Maria Sampaio Neves Autor UNIFESP Google Scholar
Resumo Introdução: Mieloperoxidase (MPO), uma das principais enzimas presentes nos granulos azurofilos dos neutrofilos, desempenha um relevante papel no processo inflamatorio, induzindo macrofagos a secretarem citocinas e produzirem especies reativas de oxigenio. Niveis plasmaticos aumentados de MPO tem sido demonstrados em diversas doencas inflamatorias, inclusive na artrite reumatoide (AR). A correlacao entre niveis plasmaticos de MPO e atividade da doenca na AR e ainda controversa.Objetivos: Este estudo teve por finalidade quantificar os niveis plasmaticos de MPO em pacientes com AR e avaliar possiveis correlacoes destes com atividade de doenca e uso de DMARDs, AINH e corticosteroides.Material e metodos: A dosagem de MPO foi feita pela tecnica de ELISA, utilizando kit comercial segundo orientacoes do fabricante (BIOXYTECH MPO-EIA OXIS Health Products, Inc Oxis-International-Portland, USA). Para avaliacao da atividade de doenca foram empregados os escores de DAS28 VHS e DAS28 PCR. Resultados: Foram avaliadas 57 mulheres com AR (idade media de 46,02 ±13,47 anos e tempo medio de doenca 115,77 ± 99,44 meses) e 60 controles femininos, pareados por faixa etaria. As pacientes foram subdivididas de acordo com os graus de atividade da doenca. A concentracao media de MPO encontrada nas pacientes (72,27pM) foi significativamente mais alta do que nos controles (40,78 pM) [p = 0,007]. Nao foi encontrada correlacao significativa entre niveis de MPO e escores de DAS28.Conclusao: Os resultados do presente trabalho corroboram estudos anteriores demonstrando que os niveis plasmaticos de MPO encontram-se elevados em pacientes com AR. Entretanto, nao foi encontrada correlacao entre os niveis de MPO e atividade da doenca ou uso de diferentes drogas. A falta de correlacao entre niveis plasmaticos de MPO e atividade da doenca mostra que esse nao e um parametro importante no seguimento de pacientes com AR
Palavra-chave Humanos
Feminino
Artrite Reumatoide
Peroxidase
Ativação de Neutrófilo
Índice de Gravidade de Doença
Humanos
Feminino
Idioma Português
Data de publicação 2007
Publicado em São Paulo: [s.n.], 2007. 81 p.
Publicador Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Extensão 81 p.
Direito de acesso Acesso restrito
Tipo Tese de doutorado
Endereço permanente http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/22037

Exibir registro completo




Arquivo

Arquivo Tamanho Formato Visualização

Não existem arquivos associados a este item.

Este item está nas seguintes coleções

Buscar


Navegar

Minha conta