Secreção de citocinas por células epiteliais pulmonares humanas durante a interação com Paracoccidioides brasiliensis. Modulação nos níveis de IL-6 e IL-8 por proteases do fungo

Secreção de citocinas por células epiteliais pulmonares humanas durante a interação com Paracoccidioides brasiliensis. Modulação nos níveis de IL-6 e IL-8 por proteases do fungo

Título alternativo Cytokine secretion by human lung epithelial cells during interaction with Paracoccidioides brasiliensis. IL-6 and IL-8 level modulation by proteases of this fungus
Autor Maza, Paloma Korehisa Autor UNIFESP Google Scholar
Orientador Suzuki, Erika Autor UNIFESP Google Scholar
Resumo Nesta tese, demonstramos que leveduras vivas ou fixadas com formaldeido de Paracoccidioides brasiliensis induzem aumento nas concentracoes de interleucina (IL)-6 e IL-8 nos sobrenadantes de cultura de celulas epiteliais pulmonares humanas A549. Entretanto, fator de necrose tumoral-α (TNF-α), IL-1β e interferon-γ (IFN-γ) nao foram detectados nestes sobrenadantes de cultura. Alem da secrecao de citocinas pro-inflamatorias, verificamos que P. brasiliensis promove a ativacao de ERK 1/2 (oextracellular signal-regulated kinase 1/2) e p38 MAPK (op38 mitogen-activated protein kinaseo) em celulas A549. Utilizando PD98059 (inibidor da ativacao da via ERK 1/2) e SB203580 (inibidor da ativacao de p38 MAPK), demonstramos que a secrecao de IL-6 e IL-8, induzida pelo fungo, e dependente da ativacao destas quinases. Quando comparamos as concentracoes de IL-6 e IL-8 nos sobrenadantes de cultura de celulas A549 incubadas com leveduras vivas ou fixadas de P. brasiliensis, verificamos que as concentracoes destas citocinas eram sempre mais elevadas nos sobrenadantes resultantes da interacao entre celulas A549 e leveduras fixadas com formaldeido. Entao, presumimos que estas diferencas nos niveis de citocinas poderiam ser devido a habilidade de leveduras vivas de expressar proteases que degradam IL-6 e IL-8. De fato, resultados obtidos por oWestern bloto, apos a incubacao de IL-6 (hrIL-6) e IL-8 (hrIL-8) recombinantes humanas com o fungo, indicam que leveduras vivas de P. brasiliensis expressam proteases que degradam estas citocinas. A inibicao da degradacao de hrIL-6 e hrIL-8 por AEBSF e aprotinina sugere que estas enzimas pertencem a familia de serino proteases. Desta maneira, demonstramos que a interacao entre P. brasiliensis e celulas A549 leva a ativacao de ERK 1/2 e p38 MAPK e, consequentemente, a secrecao de IL-6 e IL-8. Alem disso, os resultados apresentados nesta tese mostram, pela primeira vez, que leveduras deste fungo expressam proteases que degradam as citocinas pro-inflamatorias IL-6 e IL-8, o que poderia modular a inflamacao no hospedeiro
Palavra-chave Paracoccidioides
Células epiteliais
Citocinas
MAP quinases reguladas por sinal extracelular
Proteínas quinases p38 ativadas por mitógeno
Serina proteases
Idioma Português
Data de publicação 2012
Publicado em São Paulo: [s.n.], 2012. 125 p.
Publicador Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Extensão 125 p.
Direito de acesso Acesso restrito
Tipo Tese de doutorado
Endereço permanente http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/22025

Exibir registro completo




Arquivo

Arquivo Tamanho Formato Visualização

Não existem arquivos associados a este item.

Este item está nas seguintes coleções

Buscar


Navegar

Minha conta