Caracterizacao imunofenotipica de linfocitos T gama-delta no liquido pleural e sangue periferico de pacientes com tuberculose pleural

Caracterizacao imunofenotipica de linfocitos T gama-delta no liquido pleural e sangue periferico de pacientes com tuberculose pleural

Título alternativo Immunophenotyping caracterization of gama-delta T cells in the pleural fluid and peripheral blood of patients with pleural tuberculosis
Autor Okamura, Lucas Hidenori Autor UNIFESP Google Scholar
Resumo A tuberculose (TB) e um grave problema de Saúde publica. Conforme a OMS, 1/3 da populacao mundial e infectada pelo Mycobacterium tuberculosis. Os mecanismos do sistema imunologico contam com a acao, dentre outras celulas, dos linfocitos T CD4+ e CD8+ que auxiliam os macrofagos a eliminar o bacilo. Estas celulas possuem extrema importancia e seu papel e bem compreendido na literatura. De maneira diferente, os linfocitos T gama-delta estao entre as celulas que podem possuir papel relevante na TB, entretanto sua funcao e pouco compreendida. Os objetivos do estudo foram comparar as subpopulacoes de linfocitos T gama-deltano sangue periferico e no liquido pleural de pacientes com TB pleural, bem como caracterizar fenotipicamente com base na expressao dos receptores de superficie CD27 e CD11a. Os resultados mostraram que quando comparadas as celulas monocucleares do sangue periferico (PBMC) e as celulas mononucleares do liquido pleural (LP), os linfocitos T gama-delta se mostraram iguais (p=0,57). Entretanto quando comparados apenas os linfocitos T V delta2+, conforme a literatura, estes se mostraram em maior percentagem no PBMC em comparacao com o LP (p=0,02). De maneira inversa, os linfocitos T V delta1+ se mostraram em maior quantidade no LP comparando-se com o PBMC (p=0,03). A analise dos marcadores de superficie demonstrou que no PBMC, tanto os linfocitos T V delta2+ quanto os linfocitos T V delta1+ apresentam o fenotipo CD27lowCD11abr (memoria) em maior quantidade que o CD27brCD11alow (naive) (p=0,01 e p=0,05 respectivamente), como observado na literatura. Essa diferenca nao foi observada quando a comparacao foi realizada no LP em ambos os subtipos (p=0,76 e p=0,51, respectivamente). Quando comparados apenas os linfocitos T V delta2+ que expressam CD27lowCD11abr, esses se mostraram maiores no PBMC quando comparados ao LP (p=0,02). Quando comparados apenas os linfocitos que expressam CD27brCD11alow nao foi observada nenhuma diferenca (p=0,51). A mesma comparacao foi realizada com os linfocitos T V delta1+ e o mesmo resultado foi obtido para as celulas que expressavam CD27lowCD11abr (p=0,027). Entretanto, de forma diferente, os linfocitos T V delta1+ considerados CD27brCD11alow se mostraram aumentados no LP quando comparados com o PBMC (p=0,03). Os resultados obtidos levam a acreditar que, na TB, os linfocitos T V delta2+ nao estao expandidos no sangue periferico, e os linfocitos T V delta1+ estao em maior quantidade no liquido pleural. Os marcadores utilizados neste estudo, de memoria e naive, confirmam os dados que os linfocitos T gama-delta possuem um perfil ativado no sangue periferico. De forma diferente, a observacao que no liquido pleural, apenas os linfocitos T V delta 1+ se mostraram em maior numero como naive, reforca a ideia de uma funcao particular desta celula na tuberculose
Palavra-chave Humanos
Receptores de Antígenos de Linfócitos T gama-delta
Receptores de Antígenos de Linfócitos T gama-delta/imunologia
Tuberculose Pleural/imunologia
Tuberculose Pleural
Memória Imunológica
Humanos
Idioma Português
Data de publicação 2012
Publicado em São Paulo: [s.n.], 2012. 84 p.
Publicador Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Extensão 84 p.
Direito de acesso Acesso restrito
Tipo Tese de doutorado
Endereço permanente http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/22017

Exibir registro completo




Arquivo

Arquivo Tamanho Formato Visualização

Não existem arquivos associados a este item.

Este item está nas seguintes coleções

Buscar


Navegar

Minha conta