Imunoexpressao de c-MPL, TGF-β 1 latente e TGF-β 1 ativo em biopsias de medula ossea de pacientes com trombocitemia essencial e mielofibrose primaria, e suas correlacoes com a fibrose

Imunoexpressao de c-MPL, TGF-β 1 latente e TGF-β 1 ativo em biopsias de medula ossea de pacientes com trombocitemia essencial e mielofibrose primaria, e suas correlacoes com a fibrose

Título alternativo C-MPL, Latent TGF-β 1 and Active TGF-β 1 immunoexpression in bone marrow biopsies of patients with essential thrombocythemia and primary myelofibrosis, and their correlations with graduation of fibrosis
Autor Ponce, Cesar Cilento Autor UNIFESP Google Scholar
Resumo Introdução: A Trombocitemia Essencial (TE) e a Mielofibrose Primaria (MFP) sao Neoplasias Mieloproliferativas Cronicas (NMPC) que compartilham achados clinicos, laboratoriais e morfologicos na medula ossea. A identificacao de criterios que possam auxiliar no diagnostico destas doencas e importante para o prognostico e a terapeutica. OBJETIVOS: Avaliar a imunoexpressao, em megacariocitos, do receptor de trombopoetina (c-MPL) e do fator de crescimento transformador beta 1 (TGF-β1) latente e ativo nas biopsias de medula ossea. Cotejar estes resultados com a graduacao da fibrose e procurar criterios diferenciais no diagnostico preciso destas doencas. MATERIAL E METODO: Estudaram-se 56 biopsias de medula ossea, sendo 18 de pacientes com TE e 38 com MFP (19 na fase pre-fibrotica e 19 na fase fibrotica), classificados de acordo com criterios da Organizacao Mundial de Saúde (O.M.S.). Seis casos de biopsias de doadores de medula ossea foram usados como controles. Para a graduacao da fibrose utilizaram-se os criterios preconizados pelo Consenso Europeu. Analises imuno-histoquimicas foram realizadas pela observacao microscopica de 100 megacariocitos por caso, analisando-se positividade e intensidade dos anticorpos c-MPL, TGF- β1 latente e TGF- β1 ativo. Um escore final, para cada um destes anticorpos, por caso foi obtido pela multiplicacao das duas variaveis com valores variando de 0 a 9. RESULTADOS: A graduacao da fibrose diferiu, estatisticamente, entre todos os grupos (p= 0,001 ou p=0,003). A media do escore do anticorpo c-MPL foi diferente entre o grupo TE e MFP pre-fibrotica (p= 0,008). Outras diferencas significantes foram observadas no escore do TGF- β1 latente nos grupos MFP pre-fibrotica (p= 0,018), e MFP fibrotica (p= 0,031) quando comparados com o grupo controle. Nao houve diferenca na avaliacao imuno-histoquimica do TGF- β1 ativo entre os grupos. As variaveis c-MPL e fibrose, assim como c-MPL e TGF- β1 latente analisados em todos os grupos mostraram diferencas estatisticas (p=0,04 e p=0,0003, respectivamente). CONCLUSOES: A avaliacao imuno-histoquimica do c-MPL, nos megacariocitos, e um criterio relevante para diferenciacao dos casos de TE e MFP na fase pre-fibrotica. A escassa fibrose nos pacientes do grupo TE estaria relacionada a menor expressao de TGF-β1 latente nos megacariocitos deste grupo. A correlacao do c-MPL com a fibrose e tambem com o TGF- β1 latente pode indicar uma cooperacao entre ambos na producao da fibrose
Assunto Humanos
Fator de Crescimento Transformador beta1
Trombopoetina
Fibrose
Medula Óssea
Trombocitemia Essencial
Mielofibrose Primária
Humanos
Idioma Português
Data 2012
Publicado em São Paulo: [s.n.], 2012. 78 p.
Editor Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Extensão 78 p.
Direito de acesso Acesso restrito
Tipo Tese de doutorado
URI http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/21991

Mostrar registro completo




Arquivos deste item

Arquivos Tamanho Formato Visualização

Não existem arquivos associados a este item.

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(s)