Imunoexpressao de c-MPL, TGF-β 1 latente e TGF-β 1 ativo em biopsias de medula ossea de pacientes com trombocitemia essencial e mielofibrose primaria, e suas correlacoes com a fibrose

Imunoexpressao de c-MPL, TGF-β 1 latente e TGF-β 1 ativo em biopsias de medula ossea de pacientes com trombocitemia essencial e mielofibrose primaria, e suas correlacoes com a fibrose

Título alternativo C-MPL, Latent TGF-β 1 and Active TGF-β 1 immunoexpression in bone marrow biopsies of patients with essential thrombocythemia and primary myelofibrosis, and their correlations with graduation of fibrosis
Autor Ponce, Cesar Cilento Autor UNIFESP Google Scholar
Resumo Introdução: A Trombocitemia Essencial (TE) e a Mielofibrose Primaria (MFP) sao Neoplasias Mieloproliferativas Cronicas (NMPC) que compartilham achados clinicos, laboratoriais e morfologicos na medula ossea. A identificacao de criterios que possam auxiliar no diagnostico destas doencas e importante para o prognostico e a terapeutica. OBJETIVOS: Avaliar a imunoexpressao, em megacariocitos, do receptor de trombopoetina (c-MPL) e do fator de crescimento transformador beta 1 (TGF-β1) latente e ativo nas biopsias de medula ossea. Cotejar estes resultados com a graduacao da fibrose e procurar criterios diferenciais no diagnostico preciso destas doencas. MATERIAL E METODO: Estudaram-se 56 biopsias de medula ossea, sendo 18 de pacientes com TE e 38 com MFP (19 na fase pre-fibrotica e 19 na fase fibrotica), classificados de acordo com criterios da Organizacao Mundial de Saúde (O.M.S.). Seis casos de biopsias de doadores de medula ossea foram usados como controles. Para a graduacao da fibrose utilizaram-se os criterios preconizados pelo Consenso Europeu. Analises imuno-histoquimicas foram realizadas pela observacao microscopica de 100 megacariocitos por caso, analisando-se positividade e intensidade dos anticorpos c-MPL, TGF- β1 latente e TGF- β1 ativo. Um escore final, para cada um destes anticorpos, por caso foi obtido pela multiplicacao das duas variaveis com valores variando de 0 a 9. RESULTADOS: A graduacao da fibrose diferiu, estatisticamente, entre todos os grupos (p= 0,001 ou p=0,003). A media do escore do anticorpo c-MPL foi diferente entre o grupo TE e MFP pre-fibrotica (p= 0,008). Outras diferencas significantes foram observadas no escore do TGF- β1 latente nos grupos MFP pre-fibrotica (p= 0,018), e MFP fibrotica (p= 0,031) quando comparados com o grupo controle. Nao houve diferenca na avaliacao imuno-histoquimica do TGF- β1 ativo entre os grupos. As variaveis c-MPL e fibrose, assim como c-MPL e TGF- β1 latente analisados em todos os grupos mostraram diferencas estatisticas (p=0,04 e p=0,0003, respectivamente). CONCLUSOES: A avaliacao imuno-histoquimica do c-MPL, nos megacariocitos, e um criterio relevante para diferenciacao dos casos de TE e MFP na fase pre-fibrotica. A escassa fibrose nos pacientes do grupo TE estaria relacionada a menor expressao de TGF-β1 latente nos megacariocitos deste grupo. A correlacao do c-MPL com a fibrose e tambem com o TGF- β1 latente pode indicar uma cooperacao entre ambos na producao da fibrose
Palavra-chave Humanos
Fator de Crescimento Transformador beta1
Trombopoetina
Fibrose
Medula Óssea
Trombocitemia Essencial
Mielofibrose Primária
Humanos
Idioma Português
Data de publicação 2012
Publicado em São Paulo: [s.n.], 2012. 78 p.
Publicador Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Extensão 78 p.
Direito de acesso Acesso restrito
Tipo Tese de doutorado
Endereço permanente http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/21991

Exibir registro completo




Arquivo

Arquivo Tamanho Formato Visualização

Não existem arquivos associados a este item.

Este item está nas seguintes coleções

Buscar


Navegar

Minha conta