Percepcao das restricoes auditivas por familiares e idosos novos usuarios de proteses auditivas e sua influencia no estado mental e qualidade de vida

Percepcao das restricoes auditivas por familiares e idosos novos usuarios de proteses auditivas e sua influencia no estado mental e qualidade de vida

Título alternativo Hearing restrictions reported by new hearing aidÆs wearers and their family and its influence on mental state and on quality of life
Autor Luz, Vivian Baptista Autor UNIFESP Google Scholar
Resumo Objetivos: Traduzir e adaptar para o portugues brasileiro o questionario Hearing Handicap Inventory For Elderly u Spouse or Significante Other (HHIE-SP). Estudar a percepcao de idosos novos usuarios de proteses auditivas e pessoas proximas a estes quanto a restricao de participacao e sua correlacao com estado mental e a qualidade de vida. Metodos: Inicialmente foi realizada a traducao do questionario que foi aplicado em 15 sujeitos que conviviam com deficientes auditivos que nunca haviam feito uso de proteses auditivas. Estes responderam tambem a tres perguntas adicionais com a finalidade da obtencao de uma avaliacao geral sobre o questionario e de verificar a necessidade de modificacoes neste. Participaram do estudo 108 individuos, os quais foram divididos em dois grupos formados, respectivamente, por 54 idosos com defiCiência auditiva neurossensorial bilateral de grau leve a moderadamente severo, primeiros usuarios de amplificacao sonora e 54 individuos proximos a estes. No grupo de deficientes auditivos foram aplicados o Hearing Handicap Inventory For Elderly (HHIE), o World Health Organization Quality of Life Instrument-Bref (WHOQOL-Bref) e o Mini-Exame do Estado Mental (MEEM) e; no grupo tres, o HHIE-SP pre-adaptacao de proteses auditivas e apos 12 a 16 semanas de uso destas. Foi realizada a comparacao dos escores dos instrumentos pre e pos-adaptacao e verificado se houve correlacao entre os resultados obtidos na aplicacao destes instrumentos. O tratamento estatistico compreendeu a analise de variancia, o metodo de comparacoes multiplas de Bonferroni e o coeficiente de correlacao de Pearson. Nivel de significancia fixado: 0,05 Resultados: Nao houve necessidade de modificacoes na versao traduzida do HHIE-SP. O escore total e em cada dominio cognitivo avaliado por meio do MEEM (Orientacao, Memoria Imediata, Atencao e Calculo, Evocacao e Linguagem) foram maiores na segunda avaliacao, independente do grau de perda auditiva. Houve percepcao do beneficio promovido pela amplificacao sonora tanto pelos deficientes auditivos quanto pelos familiares, avaliando-se isoladamente cada subescala (Emocional e Social/Situacional) e o escore total do HHIE e HHIE-SP. Houve mudanca em todos os dominios avaliados pelo WHOQOL-Bref (Fisico, Psicologico, Relacoes Sociais e Meio Ambiente), sendo maiores na segunda avaliacao. Houve correlacao positiva entre o HHIE e o HHIE-SP. Houve correlacao entre os beneficios nos dominios do WHOQOL-Bref. Conclusao: Houve percepcao de beneficio com o uso de proteses auditivas por idosos novos usuarios de amplificacao sonora e por pessoas que convivem com estes. Quanto ao estado mental, houve melhora nos aspectos cognitivos de Orientacao, Memoria Imediata, Atencao e Calculo, Evocacao e Linguagem com o uso de proteses auditivas. Apos 12 a 16 semanas de uso de amplificacao sonora, os individuos reportaram melhora na qualidade de vida com relacao aos dominios avaliados: Fisico, Psicologico, Relacoes Sociais e Meio Ambiente
Palavra-chave Humanos
Auxiliares de Audição
Perda Auditiva
Cognição
Qualidade de Vida
Percepção
Família
Humanos
Idioma Português
Data de publicação 2012
Publicado em São Paulo: [s.n.], 2012. 110 p.
Publicador Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Extensão 110 p.
Direito de acesso Acesso restrito
Tipo Tese de doutorado
Endereço permanente http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/21987

Exibir registro completo




Arquivo

Arquivo Tamanho Formato Visualização

Não existem arquivos associados a este item.

Este item está nas seguintes coleções

Buscar


Navegar

Minha conta