ConsCiência fonologica em criancas nascidas com malformacao

ConsCiência fonologica em criancas nascidas com malformacao

Título alternativo Phonological Awareness Disorders of language in Pacients with malformation: was there comorbidity?
Autor Bautzer, Ana Paula Doi Autor UNIFESP Google Scholar
Resumo OBJETIVO Verificar a existencia de deficits da consCiência fonologica em individuos nascidos com fissura labiopalatina e/ou palatina associadas ou nao a sindromes geneticas, comparando-os a um grupo de individuos sem a malformacao, mas com diagnostico fonoaudiologico de transtorno de leitura e escrita e manifestacao de deficit de consCiência fonologica. METODOS Foram comparadas 25 criancas divididas em tres grupos: criancas com fissura labiopalatina isolada e associados a sindrome genetica, comparadas com criancas com diagnostico fonoaudiologico de transtorno de leitura e escrita com manifestacao de deficit da consCiência fonologica. A coleta de dados foi realizada no ambulatorio de Fonoaudiologia de grupos terapeuticos e foram aplicados dois testes para avaliacao de fala e linguagem: Confias u ConsCiência Fonologica: Instrumento de Avaliacao Sequencial, e ABFW u Teste de Linguagem Infantil na area de fonologia, dentro da rotina clinica. RESULTADOS O grupo com sobreposicao de patologia apresenta maiores manifestacoes de deficits de consCiência fonologica comparadas aos outros grupos, o que nos leva a pensar sobre comorbidade de condicoes. Este grupo apresenta maiores dificuldades na execucao de tarefas com silaba inicial; quando e dado um som inicial; sintese; tambem apresenta mais trocas ao inves de omissoes nos fonemas, e tempo mais longo no processo de automatizacao.CONCLUSOES A partir da analise dos resultados obtidos no presente estudo, concluimos que todas as criancas do grupo I nascidas com fissura e sindromes associadas, grupo II nascidas com fissura isoladas e grupo III das criancas com diagnostico fonoaudiologico de transtorno de leitura e escrita apresentaram manifestacao de deficits da consCiência fonologica; as diferencas encontradas entre o grupo I e grupo II apesar de nao significativas podem sugerir que a comorbidade de condicoes dificulta a aquisicao e desenvolvimentos da fala e linguagem. Tais observacoes recomendam o uso obrigatorio de intervencao fonologica ao grupo I
Palavra-chave Humanos
Criança
Fissura Palatina
TRANSTORNOS DE ARTICULACAO
Patologia da Fala e Linguagem
Comorbidade
Percepção da Fala
Humanos
Criança
Idioma Português
Data de publicação 2011
Publicado em São Paulo: [s.n.], 2011. 70 p.
Publicador Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Extensão 70 p.
Direito de acesso Acesso restrito
Tipo Tese de doutorado
Endereço permanente http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/21956

Exibir registro completo




Arquivo

Arquivo Tamanho Formato Visualização

Não existem arquivos associados a este item.

Este item está nas seguintes coleções

Buscar


Navegar

Minha conta