Pesquisa de dissomia uniparental (DUP) em pacientes com atrofia muscular espinhal (AME)

Pesquisa de dissomia uniparental (DUP) em pacientes com atrofia muscular espinhal (AME)

Título alternativo Search for uniparental disomy (UPD) in patients with spinal muscular atrophy (SMA)
Autor Silva, Luciana Rodrigues Jacy da Autor UNIFESP Google Scholar
Orientador Perez, Ana Beatriz Alvarez Autor UNIFESP Google Scholar
Resumo Objetivos: Padronizar a tecnica de pesquisa de DUP por marcadores microssatelites em gel de acrilamida e coloracao com a prata. Demonstrar a variacao do padrao de bandas dos marcadores microssatelites escolhidos em uma amostra controle. Realizar o diagnostico molecular da delecao do exon 7 no gene SMN1 em pacientes com AME. Verificar a presenca de DUP do cromossomo 5 em pacientes com AME sem recorrencia na irmandade e sem consanguinidade parental. Comparar os resultados obtidos atraves da tecnica de marcadores microssatelites e SNP array. Metodos: Foram utilizados 11 marcadores microssatelites para todos os pacientes. Em uma familia foi realizado o teste de portador para AME e cariotipo da probanda na qual foi encontrada regiao de DUP paterna. Para os experimentos com arrays foram utilizadas plataformas Genome-Wide Human SNP Array 6.0 (Affymetrix) segundo os protocolos do fabricante. Resultados: Na primeira etapa do trabalho os marcadores foram utilizados para padronizacao dos metodos. A segunda etapa foi composta por triades de pai, mae e filho com diagnostico clinico de AME. A analise com os marcadores microssatelites em 11 familias revelou padroes normais de heranca mendeliana biparental. A analise com os marcadores microssatelites em uma familia revelou ausencia de alelos maternos para dois marcadores, sugerindo DUP paterna do cromossomo 5. O estudo citogenetico realizado na probanda apresentou cariotipo normal. A analise quantitativa do numero de copias dos genes SMN1 e SMN2 no exon 7, revelou no pai uma copia do gene SMN1 e duas copias do gene SMN2, indicando que ele e portador assintomatico de AME e a analise realizada na mae revelou 2 copias do gene SMN1 e uma copia de SMN2, demonstrando que ela nao e portadora assintomatica de AME. A analise do resultado do SNP array verificou perda de heterozigosidade nas regioes 5p14.3, 5q23.1 e 5q31.2-q31.3. Alem da perda de heterozigosidade, o SNP array detectou uma delecao de 1.3Mb envolvendo o gene SMN1. Conclusoes: A pesquisa de DUP atraves do estudo de marcadores microssatelites foi padronizada de maneira rapida e eficiente. O padrao de bandas para os marcadores estudados nao variou na amostra estudada. O diagnostico molecular da delecao do exon 7 no gene SMN1, responsavel por 98% das mutacoes nesse gene, foi realizada em todos os pacientes. Foi possivel verificar regioes de DUP paterna em 1 dos 12 pacientes estudados. A tecnica de SNP array confirmou a presenca de regioes com perda de heterozigosidade. Adicionalmente foi encontrada uma delecao na regiao que contem o gene responsavel pela doenca em estudo
Palavra-chave Humanos
Dissomia Uniparental
Atrofia Muscular Espinal
Repetições de Microssatélites
Humanos
Idioma Português
Data de publicação 2011
Publicado em São Paulo: [s.n.], 2011. 139 p.
Publicador Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Extensão 139 p.
Direito de acesso Acesso restrito
Tipo Tese de doutorado
Endereço permanente http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/21951

Exibir registro completo




Arquivo

Arquivo Tamanho Formato Visualização

Não existem arquivos associados a este item.

Este item está nas seguintes coleções

Buscar


Navegar

Minha conta