Envolvimento da articulação temporomandibular na artrite idiopática juvenil.

Envolvimento da articulação temporomandibular na artrite idiopática juvenil.

Título alternativo Temporomandibular joint involvement in juvenile idiopathic arthritis
Autor Zwir, Liete Maria Liarte Figueiredo Autor UNIFESP Google Scholar
Orientador Hilário, Maria Odete Esteves Autor UNIFESP Google Scholar
Instituição Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Pós-graduação Pediatria e ciências aplicadas à pediatria – São Paulo
Resumo OBJETIVOS: Avaliar longitudinalmente os aspectos clinicos e de imagem de ressonancia magnetica (IRM) do envolvimento da articulacao temporomandibular (ATM) em pacientes com artrite idiopatica juvenil (AIJ) e associar com a presenca de atividade da doenca. METODO: Foram avaliados 75 criancas e adolescentes com AIJ atraves de exame clinico e de IRM com injecao de gadolineo na qual foi observada a presenca de erosoes e de deformidades na cabeca da mandibula e foi feita a quantificacao do realce sinovial. RESULTADOS: Neste estudo houve o predominio do sexo feminino (66,7%) e da doenca com subtipo de evolucao oligoarticular (52%). A idade media foi de 12,4 anos na primeira avaliacao. A media de idade ao diagnostico foi de 6 anos e a media do tempo de doenca foi de 5,8 anos. De acordo com a atividade da doenca, 33 pacientes estavam ativos, 21 em remissao com medicacao e 21 em remissao sem medicacao na primeira avaliacao. Em relacao aos sintomas 47 (62,7%) e 64 (85,3%) pacientes eram assintomaticos na primeira e segunda avaliacoes respectivamente. Em relacao aos sinais, a limitacao na abertura de boca apresentou associacao positiva com a presenca de realce sinovial acentuado na primeira e segunda avaliacoes (p=0,013 e 0,0017 respectivamente). O realce sinovial acentuado associou-se tambem de forma positiva com a atividade da doenca na primeira etapa deste estudo (p=0,0008) com o subtipo da doenca nas duas etapas (0,028 e 0,049 respectivamente) e com a presenca de erosoes nas duas etapas (p=0,0001 e p<0,0001 respectivamente). CONCLUSOES: A ATM deve sempre ser avaliada em pacientes com AIJ independentemente da presenca de sinais ou sintomas, pois seu envolvimento pode ocorrer de forma silenciosa. Segundo os padroes atualmente estabelecidos podemos encontrar realce sinovial na ATM de pacientes sem atividade da doenca. Embora o realce sinovial seja considerado padrao-ouro na avaliacao do comprometimento da ATM, devemos ser cautelosos na interpretacao deste achado
Palavra-chave Humanos
Adolescente
Articulação Temporomandibular
Artrite Juvenil
Imagem por Ressonância Magnética
Humanos
Adolescente
Idioma Português
Data de publicação 2011
Publicado em ZWIR, Liete Maria Liarte Figueiredo. Envolvimento da articulação temporomandibular na artrite idiopática juvenil. 2011. 84 f. Tese (Doutorado em Ciências) - Escola Paulista de Medicina, Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP), São Paulo, 2011.
Publicador Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Extensão 84 f.
Direito de acesso Acesso restrito
Tipo Tese de doutorado
Endereço permanente http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/21946

Exibir registro completo




Arquivo

Nome: Tese-13127.pdf
Tamanho: 1.638MB
Formato: PDF
Descrição:
Abrir arquivo

Este item está nas seguintes coleções

Buscar


Navegar

Minha conta