O efeito da eritropoetina na resposta inflamatoria e na lesao miocardica em cirurgia cardiaca pediatrica com uso de circulacao extracorporea

O efeito da eritropoetina na resposta inflamatoria e na lesao miocardica em cirurgia cardiaca pediatrica com uso de circulacao extracorporea

Título alternativo The effect of erythropoietin in inflammatory response and myocardial injury after pediatric open-heart surgery under cardiopulmonary bypass: a controlled and randomized clinical trial
Autor Silva, Luciana da Fonseca da Autor UNIFESP Google Scholar
Resumo Introdução: Estudos anteriores sugerem que eritropoetina (EPO) pode ser utilizada clinicamente como uma droga anti-inflamatoria e cardioprotetora. Objetivo: O objetivo deste estudo foi investigar o papel da EPO na reducao da lesao miocardica e da resposta inflamatoria a circulacao extracorporea (CEC) em cirurgia cardiaca pediatrica. Metodos: Trinta e dois pacientes submetidos a correcao de comunicacao interventricular (CIV) foram alocados aleatoriamente em dois grupos: Grupo EPO (N = 16), tratamento com EPO e Grupo Controle (N = 16), sem administracao de EPO. A EPO foi administrada por via subcutanea (500 UI/kg) nos dias 5, 3 e 1 antes da operacao e por via endovenosa (300 UI/kg) na inducao da anestesia e 12 horas apos o termino da CEC. Esteroides e ultrafiltracao nao foram utilizados. Amostras de sangue foram coletadas no momento de admissao (A), apos a inducao de anestesia (B), durante o reaquecimento (C), 30 min apos CEC (D) e 24 horas apos a operacao (E). Os parametros clinicos foram anotados. Foram feitas as dosagens das concentracoes plasmaticas de troponina I, alfa-1-glicoproteina acida e proteina C- reativa e das citocinas. O Kit BD para citometria de fluxo foi usado para dosagem de citocinas inflamatorias (IL-8, IL-1b, IL-6, IL-10, TNFα, IL-12p70). Resultados: Nenhuma diferenca entre os grupos foi encontrada para idade, tempo total de CEC e tempo de pincamento aortico. Nao houve mortalidade e possiveis efeitos colaterais de eritropoetina nao foram verificados. Os resultados clinicos nao diferiram entre grupos e as alteracoes pos-operatorias das citocinas e troponina I foram semelhantes no grupo EPO e grupo controle, sem diferenca estatistica. Conclusoes: Embora tenha demonstrado a seguranca da administracao de eritropoetina em criancas submetidas a cirurgia cardiaca de baixa complexidade, os resultados nao apoiam a recomendacao do uso de eritropoetina como uma droga anti-inflamatoria e cardioprotetora nesse grupo de pacientes
Palavra-chave Humanos
Pré-Escolar
Criança
Eritropoetina
Circulação Extracorpórea
Reação de Fase Aguda
Citocinas
Troponina
Estudos Prospectivos
Humanos
Pré-Escolar
Criança
Idioma Português
Data de publicação 2011
Publicado em São Paulo: [s.n.], 2011. 68 p.
Publicador Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Extensão 68 p.
Direito de acesso Acesso restrito
Tipo Tese de doutorado
Endereço permanente http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/21942

Exibir registro completo




Arquivo

Arquivo Tamanho Formato Visualização

Não existem arquivos associados a este item.

Este item está nas seguintes coleções

Buscar


Navegar

Minha conta