Ocorrencia de ulcera por pressao em pacientes com lesao medular em um hospital publico de Maceio

Ocorrencia de ulcera por pressao em pacientes com lesao medular em um hospital publico de Maceio

Título alternativo Occurrence of pressure ulcer in patients with spinal injury in a public hospital of Maceio
Autor Costa, Rosimeyre Correia Autor UNIFESP Google Scholar
Resumo O traumatismo da coluna vertebral com lesao irreversivel da medula e um dos agravos mais temiveis que altera drasticamente a qualidade de vida do individuo, grande proporcao dos acometidos desenvolve ulceras por pressao. Objetivo: Identificar os fatores associados a ocorrencia de lesao medular e ulcera por pressao em pessoas hospitalizadas em um hospital publico de Maceio segundo variaveis sociodemograficas e clinicas. Metodo: Estudo transversal, realizado no Hospital Geral Publico Maceio-Al. Apos aprovacao do comite de etica e pesquisa foram analisados 232 prontuarios que atenderam os criterios de inclusao: LME traumatica, hospitalizadas de janeiro 2008 a dezembro 2009, independente da faixa etaria e sexo. Resultados: A maioria dos investigados (88,4%) e do sexo masculino, (26.7%) com idade entre 30 e 44 anos. A causa mais frequente da LME traumatica (27,2%) foi FAF seguindo por (25,4%) quedas, destes 41,4% ficaram paraplegicos e 15,5% tetraplegicos. O tempo medio de internacao foi de 20,9 dias (desvio-padrao=37,10), o tratamento pos-trauma (68,1%) foi conservador, porem (29,3%) dos lesados necessitar de intervencao cirurgica. Destes (12,5%) evoluiram a obito por complicacoes do trauma ou por problemas com as UP. A prevalencia (35,3%) de ulceras por pressao nos lesados medulares hospitalizados e alta. E as pessoas com LME, que desenvolveram mais ulceras por pressao residem na capital Maceio, provenientes de areas distritais perifericas. As variaveis associadas a ocorrencia de UP em LME traumatica foram o tratamento cirurgico pos-trauma (OR= 12,81; IC 95%: 2,56 a 64,19 p = 0,002), o tempo de internacao superior a 10 dias (OR ajust = 5,09; IC 95%:1,21 a 21,34; p=0,026) e os pacientes que utilizam como referencia os distritos sanitarios I, II e III (OR= 6,6; IC95%:1,23 a 35,99 p=0,028). As variaveis associadas a ocorrencia da UP apontam para a necessidade da implementacao de acoes de prevencao e controle das ulceras por pressao em lesados medulares na instituicao
Palavra-chave Humanos
Traumatismos da Medula Espinal
Úlcera por Pressão
Enfermagem
Causas Externas
Epidemiologia
Humanos
Idioma Português
Data de publicação 2011
Publicado em São Paulo: [s.n.], 2011. 88 p.
Publicador Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Extensão 88 p.
Direito de acesso Acesso restrito
Tipo Tese de doutorado
Endereço permanente http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/21937

Exibir registro completo




Arquivo

Arquivo Tamanho Formato Visualização

Não existem arquivos associados a este item.

Este item está nas seguintes coleções

Buscar


Navegar

Minha conta