Medida indireta da pressao arterial sistemica obtida por meio da supressao de etapas da tecnica recomendada

Medida indireta da pressao arterial sistemica obtida por meio da supressao de etapas da tecnica recomendada

Título alternativo Comparative study of indirect measurement of systemic arterial pressure by two distinct techniques
Autor Cerqueira, Jose Cesar de Oliveira Autor UNIFESP Google Scholar
Resumo Objetivo: Verificar se existe diferenca estatisticamente significante entre os valores pressoricos obtidos no teste piloto e a tecnica recomendada pela V Diretrizes Brasileiras de Hipertensao Arterial (V DBHA, 2006). Metodo: Estudo piloto, comparativo e de corte transversal. A amostra foi composta por 200 voluntarios de uma empresa localizada na cidade de Maceio-AL. Inicialmente foi aplicado um questionario aos sujeitos da pesquisa para selecionar apenas os que obedeciam aos criterios de inclusao. Os sujeitos da pesquisa foram submetidos a afericao da pressao arterial (PA) por dois metodos, a tecnica recomendada (TR) pela V DBHA e teste piloto (TP), utilizando-se esfigmomanometros aneroides e estetoscopios com diafragma. As medidas foram realizadas por dois tecnicos de enfermagem devidamente treinados para evitar vieses nas analises. Os dados obtidos foram analisados estatisticamente aplicando-se o teste t de Student, o metodo de correlacao de Pearson e o metodo de concordancia de Bland e Altman. Resultados: Apos coleta dos dados obtidos nas afericoes das pressoes sistolica e diastolica pelas TR e TP, os mesmos foram analisados por meio de testes estatisticos. O teste t de Student foi empregado para comparar os valores de uma mesma afericao pelas tecnicas TR e TP. Nao houve diferenca significante (p ≥ 0,5; teste-t Student) entre os valores medios da PAS e da PAD utilizando-se a TR e o TP. A relacao entre os dois metodos foi avaliada pela correlacao linear de Pearson e a analise dos dados apresentou um coeficiente de correlacao (r) bastante proximo da unidade, tanto para a PAS (r = 0,976, p = 0,000) como para a PAD (r = 0,947, p = 0,000). A analise de concordancia Bland e Altman revelou media das diferencas entre os valores da PAS e PAD de u 0,1%. O tempo medio para aferir a PA utilizando a TR foi 115,69 ± 10,94 segundos, enquanto pela TP foi de 40,00 ± 8,37 segundos. Conclusao: Nao houve diferenca estatistica significante entre os valores pressoricos obtidos a partir da utilizacao do teste piloto (TP) em comparacao a tecnica recomendada (TR) pela V DBHA, 2006
Palavra-chave Humanos
Pressão Arterial
Enfermagem
Determinação da Pressão Arterial
Determinação da Pressão Arterial/métodos
Humanos
Idioma Português
Data de publicação 2009
Publicado em São Paulo: [s.n.], 2009. 49 p.
Publicador Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Extensão 49 p.
Direito de acesso Acesso restrito
Tipo Tese de doutorado
Endereço permanente http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/21930

Exibir registro completo




Arquivo

Arquivo Tamanho Formato Visualização

Não existem arquivos associados a este item.

Este item está nas seguintes coleções

Buscar


Navegar

Minha conta