Estudo eletrofisiológico e comportamental da audição em idosos com alteração cognitiva antes e após a adaptação de próteses auditivas

Estudo eletrofisiológico e comportamental da audição em idosos com alteração cognitiva antes e após a adaptação de próteses auditivas

Título alternativo Electrophysiological and behavioral studies of hearing in elderly people with cognitive impairment before and after the fitting of hearing aids
Autor Miranda, Elisiane Crestani de Autor UNIFESP Google Scholar
Orientador Iorio, Maria Cecilia Martinelli Autor UNIFESP Google Scholar
Resumo Os efeitos do envelhecimento no sistema auditivo periferico e central interagem com a reducao do suporte cognitivo podendo interferir negativamente no processo de selecao e de adaptacao de proteses auditivas. Compreender a interacao entre audicao e cognicao e importante para o planejamento da reabilitacao audiologica do idoso. Objetivo: Avaliar a audicao de idosos com alteracao cognitiva antes e apos a intervencao fonoaudiologica com a adaptacao de proteses auditivas, por meio de testes comportamentais e eletrofisiologico. Metodo: Participaram do estudo 60 idosos novos usuarios de proteses auditiva intra-aurais, sendo 20 sexo masculino e 40 feminino e idade media de 71,1 anos. Todos os participantes foram inicialmente submetidos a uma avaliacao cognitiva, por meio Escala de Avaliacao da Doenca de Alzheimer (ADAS-Cog), e assim, reunidos em dois grupos, conforme desempenho cognitivo. O Grupo Estudo (GE) foi composto por 29 idosos com desempenho cognitivo alterado e o Grupo Controle (GC) por 31 idosos com desempenho cognitivo normal. Posteriormente foram submetidos a primeira avaliacao, antes da adaptacao das proteses auditivas, incluindo os seguintes testes: Indice Perceptual de Reconhecimento de Fala (IPRF), Deteccao de Gap no Ruido (GIN), Potencial Evocado Auditivo de Longa Latencia - P300 e questionario de auto-avaliacao Hearing Handicap Inventory for the Elderly (HHIE). Apos o periodo de tres meses de uso efetivo da amplificacao sonora os participantes foram submetidos a uma segunda avaliacao/reavaliacao. Nesta segunda etapa, alem dos procedimentos da avaliacao inicial foi incluido o teste Limiar de Reconhecimento de Sentencas no Ruido (relacao S/R). Os resultados foram submetidos a teste estatistico - analise de variancia, com hipotese de significancia de 0,05. Resultados: Os resultados revelaram diferenca significante entre os dois grupos nos testes comportamentais (IPRF, GIN e LRSR), sendo que os idosos com alteracao cognitiva (GE) apresentaram desempenho inferior em ambas as etapas de avaliacao. Na reavaliacao, apos o uso efetivo de proteses auditivas, houve melhora significante no desempenho dos testes comportamentais, reducao da latencia do P300 e menor percepcao de restricao de participacao em ambos os grupos. Conclusao: Os idosos com funcao cognitiva alterada apresentam pior desempenho nas habilidades de reconhecimento de fala, fechamento auditivo e resolucao temporal. A estimulacao acustica por meio do uso de proteses auditivas melhora as habilidades de reconhecimento de fala e resolucao temporal, e a latencia do P300 independentemente do status cognitivo do idoso
Palavra-chave Humanos
Idoso
Audição
Cognição
Perda auditiva
Auxiliares de audição
Idioma Português
Data de publicação 2012
Publicado em São Paulo: [s.n.], 2012. 177 p.
Publicador Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Extensão 177 p.
Direito de acesso Acesso restrito
Tipo Tese de doutorado
Endereço permanente http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/21916

Exibir registro completo




Arquivo

Arquivo Tamanho Formato Visualização

Não existem arquivos associados a este item.

Este item está nas seguintes coleções

Buscar


Navegar

Minha conta