Transmissão transgeracional do trauma e resiliência entre descendentes de sobreviventes da Shoah

Mostrar registro simples

dc.contributor.advisor Mello, Marcelo Feijó de [UNIFESP]
dc.contributor.author Braga, Luciana Lorens [UNIFESP]
dc.date.accessioned 2015-12-06T23:45:11Z
dc.date.available 2015-12-06T23:45:11Z
dc.date.issued 2011
dc.identifier.citation São Paulo: [s.n.], 2011. 341 p.
dc.identifier.uri http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/21906
dc.description.abstract Nas ultimas cinco decadas, clinicos e pesquisadores debateram a respeito do impacto da Shoah nos descendentes de sobreviventes. A transmissao transgeracional do trauma foi explorada em mais de 500 artigos, que nao obtiveram exito em encontrar conclusoes que pudessem ser generalizadas. A literatura psiquiatrica divide-se em relacao a esse assunto: apesar dos estudos clinicos reportarem achados psicopatologicos relacionados a transmissao transgeracional do trauma, pesquisas empiricas nao encontraram evidencias de traumatizacao secundaria. Metodo: Esse estudo qualitativo objetiva analisar experiencias, significados e processos subjetivos que podem contribuir para o desenvolvimento de traumatizacao secundaria ou de resiliencia em descendentes de sobreviventes da Shoah. Entrevistas em profundidade foram conduzidas com quinze descendentes. A abordagem da Grounded Theory (GT) foi empregada e o metodo de comparacoes constantes foi utilizacao na analise textual dos dados. Resultados:O desenvolvimento e categorias conceituais levou a emergencia de distintos padroes de comunicacao dos pais em relacao aos seus filhos. A abordagem da GT tambem permitiu que fosse feita uma sistematizacao dos diferentes modos pelos quais os descendentes podem lidar com o trauma parental, o que determina o desenvolvimento de mecanismos especificos de traumatizacao secundaria ou de resiliencia na segunda geracao. Conclusoes: As categorias conceituais construidas mediante a GT foram usadas para o desenvolvimento de um modelo compreensivo de transmissao transgeracional do trauma, evidenciando que nao apenas a traumatizacao secundaria, mas tambem padroes de resiliencia podem ser transmitidos e desenvolvidos pela segunda geracao. Como em todos os estudos qualitativos, essas conclusoes nao podem ser generalizadas, mas os modelos teoricos desenvolvidos podem ser testados em outros contextos pt
dc.format.extent 341 p.
dc.language.iso por
dc.publisher Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
dc.rights Acesso aberto
dc.subject Holocausto pt
dc.subject Sobreviventes pt
dc.subject Relação entre gerações pt
dc.subject Resiliência psicológica pt
dc.subject Transtornos de estresse pós-traumáticos pt
dc.title Transmissão transgeracional do trauma e resiliência entre descendentes de sobreviventes da Shoah pt
dc.title.alternative Transgenerational transmission of trauma and resilience in Shoah survivors offspring en
dc.type Tese de doutorado
dc.contributor.institution Universidade Federal de São Paulo [UNIFESP]
dc.identifier.file Tese-13090.pdf
dc.description.source BV UNIFESP: Teses e dissertações
unifesp.campus São Paulo, Escola Paulista de Medicina (EPM) pt
unifesp.graduateProgram Psiquiatria e Psicologia Médica – São Paulo



Arquivos deste item

Nome: Tese-13090.pdf
Tamanho: 2.527Mb
Formato: PDF
Descrição:
Visualizar/Abrir

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(s)

Mostrar registro simples