Volume mínimo efetivo de bupivacaína a 0,5% com adrenalina em bloqueio do plexo braquial por via interescalênica guiado por ultrassom

Volume mínimo efetivo de bupivacaína a 0,5% com adrenalina em bloqueio do plexo braquial por via interescalênica guiado por ultrassom

Título alternativo Minimum effective volume of 0.5% bupivacaine with epinephrine in ultrasound-guided interscalene brachial plexus block
Autor Falcão, Luiz Fernando dos Reis Autor UNIFESP Google Scholar
Resumo A anestesia regional guiada por ultrassom (US) permite precisar a localizacao da agulha junto ao nervo e assegurar a melhor dispersao perineural de volume limitado, mas suficiente, de anestesico local. Objetivo deste estudo foi determinar o volume minimo efetivo (MEV90) em 90% dos pacientes de bupivacaina 0,5% com adrenalina para bloqueio do plexo braquial por via interescalenica (BPBI), analgesia pos-operatoria satisfatoria e paralisia diafragmatica. Metodo: Apos aprovacao do Comite de Etica em Pesquisa e consentimento informado, foram recrutados pacientes estado fisico ASA I e II, entre 21 e 65 anos, IMC < 35 kg.m-2 candidatos a cirurgia eletiva do ombro sob BPBI. Utilizando o metodo step-up/stepdown, determinou-se o volume da bupivacaina 0,5% com adrenalina (1:200.000) a ser utilizado em funcao do resultado do bloqueio precedente. A injecao inicial foi de 15 mL, dividida em duas aliquotas de 7,5 mL, injetadas entre o tronco superior e medio, e entre o tronco medio e inferior. O bloqueio positivo ou negativo resultava na reducao ou aumento do volume em 1 mL na anestesia subsequente, respectivamente. O sucesso do bloqueio foi definido como presenca de bloqueio motor adequado (escala de Bromage modificado &#8804; 2) em tres grupamentos musculares, bloqueio da sensacao termica e dolorosa (pinprick) em tres dermatomos ate o 30O minuto da injecao. Foi avaliado o bloqueio do diafragma e a escala de dor em 30 min, 4 h e 6 h apos o bloqueio. Foram mensurados o consumo de fentanil no intraoperatorio e analgesico no pos-operatorio. Resultados: Sob as condicoes deste estudo, o MEV90 para BPBI guiado por US e de 0,95 mL (R2 = 0,97, IC95% 0,6 u 1,22). O MEV90 para bloqueio completo do tronco superior e de 1,34 mL (R2 = 0,97, IC95% 0,66 u 1,35), tronco medio de 1,64 mL (R2 = 0,92, IC95% 0,76 u 2,3) e tronco inferior de 2 mL (R2 = 0,95, IC95% 0,98 u 2). A estimativa do volume minimo para paralisia do diafragma apos trinta minutos e de 7,93 mL (R2 = 0,90, p = 0,00062), apos 4 horas de 7,95 mL (R2 = 0,88, p = 0,00032) e apos 6 horas de 6,04 mL (R2 = 0,85, p = 0,00032). O volume minimo efetivo para analgesia no pos-operatorio e 2,34 mL (R2 = 0,87, IC95% 0,48 u 11,47). Conclusoes: O MEV90 para BPBI guiado por US e 0,95 mL. Volumes entre 2,34 e 6,04 mL de bupivacaina 0,5% com adrenalina (1:200.000) associam-se a analgesia pos-operatoria satisfatoria e menor incidencia de paralisia do diafragma
Assunto Humanos
Adulto
Meia-Idade
Anestesia por Condução
Plexo Braquial
Anestesia e Analgesia
Ultrassom
Anestésicos Locais
Humanos
Adulto
Meia-Idade
Idioma Português
Data 2012
Publicado em São Paulo: [s.n.], 2012. 120 p.
Editor Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Extensão 120 p.
Direito de acesso Acesso restrito
Tipo Tese de doutorado
URI http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/21893

Mostrar registro completo




Arquivos deste item

Arquivos Tamanho Formato Visualização

Não existem arquivos associados a este item.

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(s)