Correlações entre gagueira e audição: pesquisa do efeito de supressão e do processamento auditivo

Correlações entre gagueira e audição: pesquisa do efeito de supressão e do processamento auditivo

Título alternativo Relationship between stuttering and hearing: research about the suppression effect and the auditory processing
Autor Arcuri, Claudia Fassin Autor UNIFESP Google Scholar
Orientador Azevedo, Marisa Frasson de Autor UNIFESP Google Scholar
Resumo Introdução: A gagueira e um disturbio bastante complexo, marcante pelas rupturas, que a tornam facilmente reconhecida como uma dificuldade de cunho motor. Entretanto, esta entremeada por questoes auditivas, perceptuais e linguisticas, que nao podem ser desconsideradas. As pesquisas tem investigado as queixas auditivas, a acao de musculos da orelha media e ate o funcionamento do sistema auditivo central, buscando a melhor compreensao das habilidades auditivas dos gagos, apesar de nao haver pesquisas que investiguem o funcionamento do sistema olivococlear eferente. Objetivo: Analisar os aspectos auditivos dos individuos gagos, por meio da pesquisa do processamento auditivo e do efeito de supressao das emissoes otoacusticas Metodo: Foram selecionados 15 adultos com queixa de gagueira, de 18 a 40 anos, com grau de severidade variando de leve a severo, que foram pareados por sexo, faixa etaria e nivel de escolaridade com individuos sem nenhuma queixa ou alteracao de fala e linguagem. Todos os sujeitos passaram por avaliacao fonoaudiologica convencional, avaliacao especifica da gagueira, avaliacao audiologica basica (audiometria, imitanciomentria e pesquisa dos reflexos acusticos) e avaliacao audiologica especifica (avaliacao do processamento auditivo e pesquisa do efeito de supressao das emissoes otoacusticas). Os dados foram tabulados e submetidos a analise estatistica pertinente, com aplicacao do Teste Exato de Fisher e do Teste de Mann-Whitney. Resultados: Quanto ao processamento auditivo observou-se maior ocorrencia de alteracoes no grupo de gagos, com diferenca estatisticamente significante entre os grupos. Os testes do processamento auditivo que foram estatisticamente significantes para diferenciar os grupos de gagos e nao-gagos foram o Teste Dicotico nao-Verbal e o Teste Padrao de Frequencia. Quanto ao efeito de supressao das emissoes otoacusticas foi observada diferenca estatisticamente significante entre os grupos estudados, sendo que os gagos apresentaram maior ausencia deste efeito, indicando anormalidade no funcionamento do sistema olivococlear medial na amostra estudada. Conclusoes: Neste estudo, os mecanismos funcionais auditivos dos gagos mostraram-se diferentes dos nao-gagos, com funcionamento deficitario do sistema olivococlear medial, um dos responsaveis pela realizacao de figura-fundo auditiva, compreensao no ruido, protecao e atencao seletiva. Tambem se observou que os gagos apresentaram maior ocorrencia de alteracoes do processamento auditivo, com deficits nos testes com estimulos nao-verbais, que se relacionam diretamente aos aspectos prosodicos e suprassegmentares da fala, o que pode refletir diretamente na producao anomala da fala dos individuos gagos
Palavra-chave Humanos
Adulto
Gagueira
Audição
Emissões otoacústicas espontâneas
Transtornos da percepção auditiva
Testes auditivos
Idioma Português
Data de publicação 2012
Publicado em São Paulo: [s.n.], 2012. 94 p.
Publicador Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Extensão 94 p.
Direito de acesso Acesso restrito
Tipo Tese de doutorado
Endereço permanente http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/21881

Exibir registro completo




Arquivo

Arquivo Tamanho Formato Visualização

Não existem arquivos associados a este item.

Este item está nas seguintes coleções

Buscar


Navegar

Minha conta