Estudo do papel do receptor B1 de cininas na homeostase glicemica e obesidade atraves da caracterizacao do animal obeso e deficiente para o receptor B1 de cininas (ob/ob B1KO)

Estudo do papel do receptor B1 de cininas na homeostase glicemica e obesidade atraves da caracterizacao do animal obeso e deficiente para o receptor B1 de cininas (ob/ob B1KO)

Título alternativo Study of the kinin B1 receptor in glucose homeostasis and obesity through the obese and kinin B1 receptor knockout mice
Autor Russo, Fernanda Jaqueline Vergara Possas Autor UNIFESP Google Scholar
Resumo A obesidade atualmente e apontada pela Organizacao Mundial de Saúde (OMS)como uma epidemia mundial. Sabe-se que e um fator de risco para o desenvolvimento de diversas patologias, como sindrome metabolica, disturbios inflamatorios, doencas cardiovasculares e diabetes melito tipo II. O sistema calicreina-cininas (SCC), esta envolvido em varios processos fisiologicos, tais como no controle da pressao arterial, mediacao da dor, de processos inflamatorios e tambem na captacao de glicose. Os animais ob/ob, apresentam uma mutacao no gene da leptina que lhes confere varias modificacoes metabolicas como hiperfagia e diminuicao do gasto energetico, tornando-os excelentes modelos para o estudo da obesidade morbida e doencas correlatas. Buscamos compreender o papel do receptor B1 de cininas no metabolismo glicemico de animais obesos (ob/ob) gerando animal deficiente para o receptor B1 de cininas ob/ob B1KO. Assim estudamos a influencia do receptor B1 na obesidade, avaliando alteracoes no consumo alimentar, ganho de massa corporal assim como de tecido adiposo, musculo esqueletico e cardiaco. Avaliamos nestes animais nocautes alguns parametros glicemicos como a tolerancia a glicose e resistencia a insulina e alteracoes na gliconeogenese induzida por piruvato. Modificacoes renais como proteinuria e glicosuria tambem foram avaliadas. Estudamos a expressao genica do receptor B2 de cininas e do fator de transcricao FOXO-I e alteracoes nas concentracoes plasmatica de oxido nitrico um dos segundo mensageiro dos receptores de cininas. Observamos que os animais obesos nocautes para o receptor B1 de cininas (ob/ob B1KO) nao obtiveram modificacoes estatisticas na inGestão alimentar em relacao ao controle (ob/ob WT); porem apresentaram diferencas como maior massa relativa de tecido cardiaco e muscular; niveis aumentados de oxido nitrico; menor glicemia no teste de tolerancia a glicose, sugerindo que ob/ob B1KO possui alguma modificacao no padrao da captacao de glicose. Este modelo experimental, alem de apresentar uma maior massa magra tambem mostrou uma diminuicao na expressao do fator de transcricao FOXO-I, assim como do receptor B2, tornando-se necessario um estudo mais aprofundado para verificar se ha uma interacao entre o receptor B2 e o FOXO-I, alem da relacao entre massa magra e tolerancia a glicose
Palavra-chave Animais
Obesidade
Inflamação
Insulina
Animais Geneticamente Modificados
Camundongos Endogâmicos C57BL
Animais
Idioma Português
Data de publicação 2011
Publicado em São Paulo: [s.n.], 2011. 61 p.
Publicador Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Extensão 61 p.
Direito de acesso Acesso restrito
Tipo Tese de doutorado
Endereço permanente http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/21870

Exibir registro completo




Arquivo

Arquivo Tamanho Formato Visualização

Não existem arquivos associados a este item.

Este item está nas seguintes coleções

Buscar


Navegar

Minha conta