Adolescentes com Lúpus Eritematoso Sistêmico: um estudo por meio do método de rorschach

Adolescentes com Lúpus Eritematoso Sistêmico: um estudo por meio do método de rorschach

Título alternativo Adolescents with Systemic Lupus Erythematosus: a study with the rorschach method
Autor Santoantonio, Jacqueline Autor UNIFESP Google Scholar
Yazigi, Latife Autor UNIFESP Google Scholar
Sato, Emilia Inoue Autor UNIFESP Google Scholar
Instituição Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Resumo Personality characteristics in adolescents with Systemic Lupus Erythematosus - (SLE) were investigated using the Rorschach Method and the Wechsler Intelligence Scale. The SLE Disease Activity Index was administered. In the Wechsler Intelligence Scale the mean IQ of the Experimental Group was significantly lower than that of the Control Group. In the Rorschach, lupus patients showed greater difficulty in interpersonal interactions and in self-esteem, although they displayed the resources to process affect and to cope with stressful situations. A positive moderate correlation between the activity index of the disease and the affect constriction proportion of the Rorschach was observed: the higher the SLEDAI score, the lower the capacity to process affect. The correlation between the activity index of the disease and IQ was positive: the higher the activity index of the disease, the lower the intellectual ability.

Características da personalidade de adolescentes com Lúpus Eritematoso sistêmico (LES) foram estudadas por meio do método de Rorschach e da Escala Wechsler de Inteligência. A atividade da doença foi avaliada através do Índice de Atividade do LES (SLEDAI). Na Escala Wechsler, o QI médio do Grupo Índice foi menor que o do Grupo Controle. No Rorschach, as pacientes com lúpus apresentaram maior dificuldade nas relações interpessoais e na auto-estima, porém com recursos para processar afeto e tolerar estresse. Foi observada correlação positiva moderada entre o índice da atividade da doença e a proporção de constrição afetiva: quanto maior o escore do SLEDAI, menor a capacidade para processar emoção. A correlação entre o SLEDAI e o QI foi positiva: quanto maior o índice de atividade do LES, menos recursos intelectuais se mostram disponíveis.
Palavra-chave systemic lupus erythematosus
adolescents
Rorschach
lúpus eritematoso sistêmico
adolescentes
Rorschach
Idioma Português
Data de publicação 2004-08-01
Publicado em Psicologia: Teoria e Pesquisa. Instituto de Psicologia, Universidade de Brasília, v. 20, n. 2, p. 145-151, 2004.
ISSN 0102-3772 (Sherpa/Romeo)
Publicador Instituto de Psicologia, Universidade de Brasília
Extensão 145-151
Fonte http://dx.doi.org/10.1590/S0102-37722004000200007
Direito de acesso Acesso aberto Open Access
Tipo Artigo
SciELO S0102-37722004000200007 (estatísticas na SciELO)
Endereço permanente http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/2186

Exibir registro completo




Arquivo

Nome: S0102-37722004000200007.pdf
Tamanho: 196.3KB
Formato: PDF
Descrição:
Abrir arquivo

Este item está nas seguintes coleções

Buscar


Navegar

Minha conta