Avaliação do perfil de metilação como marcador molecular para o diagnóstico precoce de recidivas em pacientes com carcinoma epidermoide de cabeça e pescoço

Avaliação do perfil de metilação como marcador molecular para o diagnóstico precoce de recidivas em pacientes com carcinoma epidermoide de cabeça e pescoço

Título alternativo Evaluation of promoter hypermethylation detection as a molecular marker of recurrence for head and neck squamous cell carcinoma
Autor Rettori, Marianna Marconato Autor UNIFESP Google Scholar
Orientador Vettore, André Luiz Autor UNIFESP Google Scholar
Resumo A principal razão para a falha no tratamento dos casos de carcinoma epidermóide de cabeça e pescoço (CECP) é o frequente desenvolvimento de recorrências loco-regionais que atinge cerca de 30% dos pacientes. Portanto, novos métodos diagnósticos, baseados em características moleculares do CECP, poderiam oferecer oportunidades para detecção precoce da doença e de suas recidivas, melhorando as taxas de sobrevida e a qualidade de vida dos pacientes. A presença de hipermetilação nas regiões promotoras dos genes está associada à supressão da expressão gênica e tem sido considerada como um potencial marcador molecular para vários tipos tumorais, incluindo os CECP. Além disto, esta hipermetilação pode ser detectada em fluídos corpóreos, como saliva e plasma, constituindo um procedimento pouco invasivo e que pode ser útil para o diagnóstico e determinação do prognóstico de pacientes acometidos por neoplasias. Este estudo avaliou o perfil de hipermetilação, utilizando Q-MSP, de 29 genes em amostras de CECP, saliva e plasma coletadas ao diagnóstico, após o último tratamento curativo e em 4 consultas semestrais pós-tratamento, visando avaliar o perfil de hipermetilação como ferramenta para a detecção precoce de recidivas tumorais. O padrão de metilação destes 29 genes também foi avaliado em amostras de saliva e plasma colhidas de indivíduos sem câncer. Esta análise permitiu a identificação de genes tumor-específicos, os quais foram testados em amostras de tumor, saliva e plasma colhidas dos pacientes com CECP. Na análise das amostras de CECP, seis genes (CCNA1, DAPK, DCC, MGMT, SFRP1 e TIMP3) apresentaram alta frequência de metilação. A combinação desses genes permitiu a criação de diferentes painéis em que ao menos um dos genes encontrava-se metilado e a presença de metilação no painel CCNA1-DAPK-MGMT-SFRP1-TIMP3 sugere uma associação com pior sobrevida global, enquanto que a metilação do gene DCC apresenta uma tendência de associação com uma maior sobrevida livre de doença, independente do local do tumor e do tratamento curativo utilizado. Na análise das amostras de saliva colhidas ao diagnóstico de pacientes com CECP, cinco genes (CCNA1, DAPK, DCC, MGMT e TIMP3) estavam frequentemente metilados. Pacientes que apresentaram metilação do gene MGMT nas amostras de saliva colhidas logo após o último tratamento curativo tiveram uma menor sobrevida livre de recidiva local, enquanto que, os pacientes em que o gene TIMP3 estava metilado nas amostras colhidas seis meses após o último tratamento curativo tiveram 4,4 vezes mais chance de apresentar recidiva local, independentemente do local do tumor, estadiamento T e da presença de infiltração perineural. A análise das amostras de plasma identificou o gene HIC1 como único gene específico para pacientes com CECP e que apresentava boa sensibilidade. A presença de HIC1 hipermetilado nas amostras de plasma de pacientes com CECP ao diagnóstico correlacionou com a presença de embolização vascular. Este estudo apresenta pela primeira vez uma associação significativa entre a detecção de hipermetilação em amostras de saliva colhidas após o tratameno curativo e a sobrevida dos pacientes com CECP, justificando o uso da análise de metilação aberrante em fluidos corpóreos como uma ferramenta para identificar e monitorar subgrupos de pacientes com um risco elevado de desenvolvimento de recidivas locais.
Palavra-chave Humanos
Metilação
Carcinoma
Neoplasias de cabeça e pescoço
Recidiva
Marcadores biológicos
Humans
Methylation
Carcinoma
Head and neck neoplasms
Recurrence
Biological markers
Idioma Português
Data de publicação 2011
Publicado em São Paulo: [s.n.], 2011. 118 p.
Publicador Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Extensão 118 p.
Direito de acesso Acesso restrito
Tipo Tese de doutorado
Endereço permanente http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/21848

Exibir registro completo




Arquivo

Arquivo Tamanho Formato Visualização

Não existem arquivos associados a este item.

Este item está nas seguintes coleções

Buscar


Navegar

Minha conta