Evolucao espacial e temporal da mortalidade por doencas cardiovasculares no estado do Parana

Evolucao espacial e temporal da mortalidade por doencas cardiovasculares no estado do Parana

Título alternativo Spatial and temporal evolution of cardiovascular mortality in the State of Parana: 1979-2008
Autor Muller, Erildo Vicente Autor UNIFESP Google Scholar
Resumo Objetivo. Descrever a evolucao espacial e temporal da mortalidade por doencas cardiovasculares no Estado do Parana, entre 1979 e 2008 e analisar seus diferenciais socioeconomicos. Metodos: Os dados sobre mortalidade foram levantados por meio do Sistema de Informacao sobre Mortalidade (SIM), discriminados por idade, genero e macrorregional de residencia. Taxas observadas e ajustadas por idade e genero foram calculadas para as seis macrorregionais de Saúde do Estado a cada trienio. A magnitude da mortalidade e as mudancas entre os trienios foram descritas pelos coeficientes de mortalidade e a variacao percentual relativa destes. O modelo de Poisson foi usado para estimar a mudanca de mortalidade entre os periodos. Foram confeccionados mapas tematicos para espacializacao da mortalidade e utilizado o metodo Bayesiano empirico Global e Local. Os dados populacionais foram obtidos por meio dos censos de 1980, 1991, 2000, e contagem populacional de 1996. Foi utilizado o Indice de Moran I para verificar a autocorrelacao espacial entre as macrorregionais e indicadores socioeconomicos. Resultado. Houve declinio da mortalidade por DCV no estado como um todo e tambem nas macrorregionais de Saúde. No periodo de estudo, os coeficientes de mortalidade aumentaram com a idade em ambos os generos, sendo mais elevados na populacao masculina em todas as faixas etarias. Os coeficientes de mortalidade por DIC (doenca isquemica do coracao) foram maiores que aqueles por DCBV (doenca cerebrovascular), na populacao masculina. O declinio pelo conjunto das doencas cardiovasculares foi maior em mulheres e nas faixas etarias de 30 a 39 anos (-65,7%) e em homens de 30 a 39 anos (-52,2%). Conclusao. A magnitude da forca de mortalidade por doenca cardiovascular diminuiu entre os trienios de 1979 a 1981 2006 a 2008, com diferenca entre os grupos e macrorregionais. A reducao da mortalidade pode ser atribuida em parte a um maior acesso aos servicos de Saúde, metodos diagnosticos e terapeuticos
Palavra-chave Doenças Cardiovasculares/epidemiologia
Mortalidade
Estudo Comparativo
Distribuição Espacial da População
Masculino
Feminino
Humanos
Idioma Português
Data de publicação 2011
Publicado em São Paulo: [s.n.], 2011. 207 p.
Publicador Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Extensão 207 p.
Direito de acesso Acesso restrito
Tipo Tese de doutorado
Endereço permanente http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/21809

Exibir registro completo




Arquivo

Arquivo Tamanho Formato Visualização

Não existem arquivos associados a este item.

Este item está nas seguintes coleções

Buscar


Navegar

Minha conta