Papel do tratamento com anticorpos PC61 (anti-CD25) e DTA-1 (anti-GITR) na lesão experimental de isquemia e reperfusão renal

Papel do tratamento com anticorpos PC61 (anti-CD25) e DTA-1 (anti-GITR) na lesão experimental de isquemia e reperfusão renal

Título alternativo Role of treatment with PC61 antibodies (anti-CD25) and DTA-1 (anti-GITR) in experimental injury and ischemic reperfusion
Autor Monteiro, Rebecca Midory Marques Autor UNIFESP Google Scholar
Orientador Pacheco-Silva, Alvaro Autor UNIFESP Google Scholar
Resumo A lesao de isquemia e reperfusao I/R e resultado da diminuicao do fluxo sanguineo arterial com imediata desoxigenacao tecidual e acumulo de produtos e metabolicos celulares. A interrupcao subita do fluxo sanguineo nos rins leva a uma serie de respostas inflamatorias e tem sido descrita como um fator potencial para a patogenese da insufiCiência renal aguda e da rejeicao do enxerto ha anos. Inumeros trabalhos mostraram a importancia dos linfocitos como mediadores da lesao de I/R, e indicam que algumas dessas subpopulacoes podem desempenhar um papel critico em sua evolucao.As celulas T CD4+CD25+Foxp3+ (Celulas Reguladoras) sao produzidas no timo como uma populacao distinta e madura, que permanece na periferia funcionalmente estavel. Muitos estudos reforcam a importancia dessa populacao naturalmente emergente com atividade reguladora de linfocitos efetores, nao so em modelos animais, como tambem na manutencao da tolerancia imunologica e em transplante de orgaos, bem como em doencas encontradas em humanos. A fim de estudar um possivel papel dessas populacoes reguladoras no modelo experimental de isquemia e reperfusao renal, nos realizamos uma deplecao da populacao de celulas T CD4+CTLA4+Foxp3+, atraves da utilizacao de um anticorpo anti-CD25 (PC61). Alem disso, realizamos um tratamento com anti-GITR (DTA-1), um anticorpo que poderia fornecer um sinal co-estimulatorio para essas populacoes, e com anticorpo controle anti-IgG. Os animais receberam os anticorpos 1 dia antes da cirurgia de isquemia, durante a qual seus pediculos renais permaneceram clampeados por 45 minutos. Apos 24 ou 72 horas de reperfusao, os animais foram sacrificados, e entao foram coletados os bacos e linfonodos peri-renais para quantificacao da populacao reguladora por citometria de fluxo, sangue para dosagem de ureia serica, e rins para histopatologia renal e analise de expressao genica de Foxp3, HO-1 e PCNA por PCR quantitativo em tempo real. Apos 24 horas de reperfusao, a deplecao da populacao T CD4+CTLA4+Foxp3+ atingiu 30,3 % (baco) e 67,8% (linfonodos), sem diferencas significantes. Ja apos 72 horas de reperfusao, a deplecao atingiu 43,1% (baco) e 90,22 % (linfonodos). Nesse tempo, os animais tratados com anti-CD25 (PC61) apresentaram piora da funcao renal,expressa pela dosagem de ureia serica, enquanto os animais tratados com anti-GITR (DTA-1) apresentaram uma protecao significante, todos comparados com o grupo controle: IgG:150,10 +/- 50,04; PC61: 187,23 +/- 31,38; DTA-1: 64,53 +/- 25,65; mg/dL, p<0.05. Estes dados foram corroborados pela analise histopatologica, onde se mostra o escore de necrose tubular aguda mensurado por morfometria IgG:0,67 +/- 3,11; PC61: 27,0 +/- 10,9 p<0.001; DTA-1: 9,3 +/-4,13; ns.O estudo de expressao genica por PCR em tempo real, normalizada por HPRT, mostrou uma tendencia de diminuicao da expressao de Foxp3 nos animais tratados com PC61, sem diferencas significantes. A expressao de HO-1 no grupo tratado com PC61 foi mais evidente no tempo de 72 horas, que no tempo de 24 horas de reperfusao, tambem sem diferencas significantes. Ja os animais tratados com DTA-1 apresentaram um aumento significante da expressao de HO-1 nos rins, no tempo de 72 horas, comparando-se com os controles: DTA-1: 31,5 faixa 16,7-69,1; IgG: 1,2 faixa 0.7-10, p<0,01), bem como um aumento na expressao de PCNA: DTA-1: 2,56 faixa 2,36- 2,93; IgG: 1,19 faixa 1,0-1,4, PC61:0,31 faixa 0,19-0,98 p<0,01). Tomados em conjunto, os dados apontam que o tratamento com anti-CD25 (PC61) e deleterio, enquanto o tratamento com anti-GITR (DTA-1) tem efeito protetor na lesao de I/R, sugerindo que um balanco na modulacao das celulas T CD4+ efetoras pela populacao de linfocitos T CD4+CTLA4+Foxp3+ pode ser importante para a recuperacao da lesao de I/R apos 72 horas de reperfusao, e que, portanto, a manipulacao dessas populacoes
Palavra-chave Antígenos CD4
Antígeno CTLA-4
Linfócitos T
Subunidade alfa de receptor de interleucina-2
Rim
Isquemia
Traumatismo por reperfusão
Camundongos endogâmicos C57BL
Animais
Idioma Português
Data de publicação 2009
Publicado em São Paulo: [s.n.], 2009. 159 p.
Publicador Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Extensão 159 p.
Direito de acesso Acesso restrito
Tipo Tese de doutorado
Endereço permanente http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/21779

Exibir registro completo




Arquivo

Arquivo Tamanho Formato Visualização

Não existem arquivos associados a este item.

Este item está nas seguintes coleções

Buscar


Navegar

Minha conta