Comparacao do efeito de dois protocolos de treinamento concorrente sobre as variaveis de aptidao fisica relacionadas a Saúde

Comparacao do efeito de dois protocolos de treinamento concorrente sobre as variaveis de aptidao fisica relacionadas a Saúde

Autor Guedes Junior, Dilmar Pinto Autor UNIFESP Google Scholar
Resumo Objetivo: Comparar o efeito da ordem de dois protocolos de treinamento concorrente (endurance/musculacao ou musculacao/endurance), realizados numa mesma sessao de treinamento, nas variaveis de aptidao fisica relacionadas a Saúde. Materiais e Metodos: 35 sujeitos saudaveis (19 mulheres e 16 homens), com idade: media (desvio padrao) 23.84 (4.85) anos, foram divididos em dois grupos: musculacao/endurance (GME) (n=17) e endurance/musculacao (GEM) (n=15), treinando 3x/semana durante 22 semanas. Os sujeitos foram avaliados para forca, resistencia aerobia, flexibilidade e composicao corporal pre e pos macrociclo de treinamento. Resultados : Nao ocorreu diferenca estatisticamente significativa para os ganhos de forca entre os dois grupos nos testes de CMD no supino, (26.6%) GEM e (25.9%) GME, e no leg-press (58.3%) e (50.8%) respectivamente, ou no pico de torque concentrico dos flexores do cotovelo, direito GEM (11.1%) e GME (10.5%), esquerdo (4.6%) e (6.8%), para os extensores direito (13.5%) e (4.7%) e esquerdo (5.9%) e (6.8%). Para os joelhos os resultados foram flexores, direito (9.2%) e (14.8%) e esquerdo (1.4$) e (3.9%), extensores, direito (4.4%) e (8.0%) e esquerdo (1.5%) e (-0.2%). Tambem nao ocorreram diferencas significativas entre os grupos para VO2pico, GEM (3.4%) e GME (5.8%), flexibilidade para os flexores do quadril (2.3%) e (7,5%) respectivamente, alem da composicao corporal, onde a massa corporal aumentou GEM (2.8%) e GME (2.6%), massa isenta de gordura aumentou (2.5%) e (2.6%), a massa gorda nao sofreu alteracao significativa em ambos os grupos (6.8%) e (8.2%). Conclusao: Ambos os protocolos mostraram ser eficientes para manter ou aumentar as variaveis de aptidao fisica relacionadas a Saúde. Porem, a ordem das modalidades numa mesma sessao de treinamento parece nao afetar os resultados para as variaveis analisadas
Assunto Aptidão Física
Treinamento de Resistência
Força Muscular
Corrida
Idioma Português
Data 2007
Publicado em São Paulo: [s.n.], 2007. 78 p.
Editor Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Extensão 78 p.
Direito de acesso Acesso restrito
Tipo Dissertação de mestrado
URI http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/21759

Mostrar registro completo




Arquivos deste item

Arquivos Tamanho Formato Visualização

Não existem arquivos associados a este item.

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(s)