Efeito da restrição crônica com alteração da fase do sono sobre a cognição e a estrutura do sono em ratos

Efeito da restrição crônica com alteração da fase do sono sobre a cognição e a estrutura do sono em ratos

Título alternativo Effects of chronic sleep restriction with sleep phase alteration on cognition and sleep structure in rats
Autor Godoi, Francisco Rafael do Lago Autor UNIFESP Google Scholar
Orientador Tufik, Sergio Autor UNIFESP Google Scholar
Instituição Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Pós-graduação Psicobiologia (São Paulo)
Resumo Investigar os efeitos da restricao cronica de sono sobre a atencao, memoria e estrutura do sono em ratos. Metodos: No experimento 1, os ratos foram testados na tarefa de atencao durante 25 dias de restricao de sono, nos quais podiam dormir por seis horas por dia na fase clara ou na fase escura do ciclo claro/escuro. No experimento 2, os ratos foram testados na mesma tarefa durante 24 dias de restricao de sono, nos quais podiam dormir por seis horas por dia na fase clara e na fase escura, alternando entre as fases a cada tres dias. No experimento 3, os ratos foram submetidos ao mesmo protocolo de restricao de sono do experimento 2 e o sono foi registrado por meio de eletroencefalograma para analise da estrutura do sono nesta condicao. No experimento 4, os ratos foram submetidos ao mesmo protocolo dos experimentos 2 e 3, mas por apenas seis dias, e posteriormente treinados e testados nas tarefas de condicionamento classico de medo ao contexto ou ao som. Resultados: a restricao de sono com oportunidade na fase clara levou a um aumento nas respostas prematuras e reducao na latencia para respostas nos animais, sem prejudicar a atencao. A restricao de sono com oportunidade na fase escura levou a um prejuizo pontual na atencao, e reducao na latencia para respostas nos animais. A restricao de sono com oportunidade alternada entre as fases levou a uma reducao significativa nas respostas corretas, sem efeito no entanto levar a diferencas entre os grupos nas respostas prematuras ou latencias. Este protocolo tambem levou a um aumento significativo nos estagios de sono durante a fase escura nos animais, que no entanto nao atingiu as mesmas quantidades observadas na fase clara, e tambem levou a um prejuizo no desempenho dos animais nas tarefas de aprendizado e memoria. Conclusao: A restricao de sono pode levar a um aumento de impulsividade e prejuizo na atencao dos animais, mas estes efeitos dependem do protocolo de restricao utilizado e podem ser influenciados por fatores como o desempenho basal dos animais e seu estado motivacional. O rebote de sono na fase escura e menor do que na fase clara, possivelmente pela acao de mecanismos circadianos promotores de vigilia atuando nesta fase. Por fim, o desempenho nos testes de aprendizado e memoria pode ser prejudicado mesmo com uma restricao relativamente curta, podendo ser este um efeito decorrente do prejuizo na atencao ou diretamente sobre os sistemas de memoria
Palavra-chave Sono
Privação do sono
Atenção
Ratos Wistar
Memória
Idioma Português
Data de publicação 2011
Publicado em GODOI, Francisco Rafael do Lago. Efeito da restrição crônica com alteração da fase do sonosobre a cognição e a estrutura do sono em ratos. 2011. 127 f. Tese (Doutorado) – Escola Paulista de Medicina, Universidade Federal de São Paulo. São Paulo, 2011.
Publicador Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Extensão 127 p.
Direito de acesso Acesso aberto Open Access
Tipo Tese de doutorado
Endereço permanente http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/21758

Exibir registro completo




Arquivo

Nome: Tese-8763.pdf
Tamanho: 2.416MB
Formato: PDF
Descrição:
Abrir arquivo

Este item está nas seguintes coleções

Buscar


Navegar

Minha conta