Efeitos da privação e da restrição de sono na integridade da pele

Efeitos da privação e da restrição de sono na integridade da pele

Autor Kahan, Vanessa Autor UNIFESP Google Scholar
Orientador Andersen, Mônica Levy Autor UNIFESP Google Scholar
Instituição Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Pós-graduação Psicobiologia – São Paulo
Resumo A pele e o maior orgao do corpo humano, sendo composta principalmente por elastina, colageno e glicosaminoglicanos. Toda a sequencia de eventos responsaveis pela manutencao da integridade da pele pode ser afetada por fatores endogenos e exogenos, como por exemplo, o estresse. Diversos trabalhos na literatura evidenciam que o sono desempenha uma funcao restauradora no funcionamento do organismo. Alteracoes nesses mecanismos podem afetar a producao de colageno. Diversos efeitos da restricao de sono cronica em animais sugerem uma ruptura na funcao de barreira da pele e mucosas. Sendo assim, a reducao do tempo de sono parece afetar de varias maneiras a composicao e a integridade de diversos sistemas. Nesse sentido, a presente dissertacao realizou um levantamento bibliografico publicado no Artigo 1: Stress, immunity and skin collagen integrity: evidence from animal models and clinical conditions, em que foram coletadas evidencias de que por acao dos glicocorticoides e de alteracoes no sistema imunologico o colageno da pele pode ser prejudicado pela privacao de sono em sua quantidade e qualidade. Com o objetivo de inserir na comunidade cientifica a possivel relacao entre o sono e a integridade de pele, o Artigo 2 (Can poor sleep affect skin integrity?) foi elaborado e publicado em uma revista especializada em hipoteses. Com a finalidade de validar a linhagem escolhida para o presente projeto (hairless) foi realizado um estudo preliminar, em que essa linhagem foi submetida a privacao de sono por 72 horas, juntamente com outras duas linhagens muito utilizadas para estudos de privacao de sono (C57BL/6J e Swiss) para uma comparacao dos efeitos genotoxicos em diversos orgaos e sangue periferico (Artigo 3: Sleep loss induces differential response related to genotoxicity in multiple organs of three different mice strains). Nossos resultados mostram que a linhagem Swiss se mostra mais sensivel aos danos ao DNA provocados pela privacao de sono, no sangue periferico e no figado, mostrando assim, que a linhagem Hairless estaria apta a ser submetida a privacao de sono. No Artigo 4: Is lack of sleep capable of inducing damage in aged skin? (submetido) foi verificado se as consequencias da privacao de sono sobre a integridade do DNA da pele se somariam aos efeitos deleterios do envelhecimento em camundongos. Femeas da linhagem Hairless com 15 meses de idade foram submetidos 72 horas de privacao de sono ou 15 dias de restricao de sono. O dano ao DNA da pele foi avaliado pela tecnica do ensaio em gel de celula unica, mostrando que a perda de sono nao se sobrepoe ao dano genetico ja existente na pele desses animais idosos. Em conjunto, as evidencias aqui expostas, indicam uma relacao multidirecional entre o sono, sistema imunologico e a integridade da pele, porem, e necessario observar outros parametros alem da fragmentacao do DNA
Assunto Colágeno/biossíntese
Pele
Dermatopatias
Privação do Sono/complicações
Estresse Psicológico
Fatores Etários
Camundongos Pelados
Idioma Português
Financiador Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (FAPESP)
Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq)
Associação Fundo de Incentivo à Psicofarmacologia (AFIP)
Centros de Pesquisa, Inovação e Difusão (CEPID)
Número do financiamento FAPESP: 09/04240-0
CEPID: 98/14303-3
Data 2011
Publicado em São Paulo: [s.n.], 2011. 115 p.
Editor Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Extensão 115 p.
Direito de acesso Acesso aberto Open Access
Tipo Dissertação de mestrado
URI http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/21753

Mostrar registro completo




Arquivos deste item

Nome: Tese-12938.pdf
Tamanho: 4.641Mb
Formato: PDF
Descrição:
Visualizar/Abrir

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(s)