Universo simbolico e representacoes maternas sobre as praticas dos cuidados em puericultura

Universo simbolico e representacoes maternas sobre as praticas dos cuidados em puericultura

Título alternativo Symbolic universe and maternal representations about the practices of care in childcare
Autor Souza, Rosangela Ferreira de Autor UNIFESP Google Scholar
Resumo Estudo etnografico realizado com seis maes de criancas atendidas na puericultura de uma Unidade Basica de Saúde da periferia de São Paulo. Objetivou descrever e analisar parte das representacoes sociais e o universo simbolico deste grupo de maes acerca das praticas de cuidado materno e da propria maternidade. Os dados foram coletados por meio de uma entrevista individual, tres entrevistas em grupo e a observacao da pesquisadora como profissional que trabalha nesta unidade, e foram interpretados por meio da descricao densa. As narrativas apontaram a maternidade como um sonho, uma realizacao e dedicacao total ao filho. As maes sao consideradas as cuidadoras principais da crianca, recebem ajuda do esposo, mas ha um recorte de genero quanto aos cuidados, sendo que os mais complexos nao sao realizados por homens, visto que acham que estes nao levam jeito para os mesmos. Os cuidados que trouxeram mais dificuldade e medo em sua realizacao por elas foram o banho do recem nascido, cuidado com o coto umbilical, limpeza do ouvido, manipulacao da cabeca devido as fontanelas. O aleitamento materno foi considerado um dos cuidados mais importante para a Saúde dos filhos, e tambem considerado benefico para as maes, sendo ressaltada a importancia do mesmo para perda do peso ganho na gravidez de forma mais rapida; todas as maes apresentaram dificuldades no inicio da pratica da amamentacao, mas nao houve desmame devido a estas. Algumas respostas remeteram a necessidade de se repensar o fluxo das atividades profissionais na unidade de Saúde, bem como melhora da comunicacao entre os profissionais, uniformizacao das condutas e orientacoes destes, necessidade de maior suporte a estas maes via atividades em grupos e/ou formas de atrair os usuarios para os grupos realizados. Estes achados sao oriundos de cuidados nao realizados como preconizados por algum problema relacionado com o servico. As mulheres estudadas sao assiduas ao servico de Saúde e seguem boa parte das orientacoes recebidas no mesmo, mas tambem se valem de cuidados tradicionais e populares como benzedeiras, chas, oracao em templo e igreja quando ha necessidades de Saúde. A ajuda e interferencia de familiares e vizinhos no cuidado a crianca ocorreram quando da dificuldade ou medo da mae para os cuidados. Todas as criancas sofreram quedas as quais estavam relacionadas com a crenca de que crianca pequena que ainda nao rola na cama nao cai ou de que alguns obstaculos sao suficientes para prevenir a queda. As mulheres estudadas consideram que cuidar bem da crianca e realizar boa parte dos cuidados trabalhados neste estudo da melhor maneira possivel, o que demonstra a importancia de tais temas para as mesmas e para um impacto positivo no 9 desenvolvimento das criancas, cabendo a nos profissionais que as atendemos trabalhar tais questoes de uma forma melhor e mais abrangente, se atentando ao que oferece mais dificuldade e medo as maes, as crencas que levam a alguns problemas e melhorando o processo de trabalho nos servicos de Saúde. Esperamos que os resultados contribuam para uma melhor abordagem dos profissionais nos atendimentos de puericultura
Assunto Comportamento Materno
CUIDADOS DA CRIANCA
Relações Mãe-Filho
Cuidados de Enfermagem
Idioma Português
Data 2011
Publicado em São Paulo: [s.n.], 2011. 109 p.
Editor Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Extensão 109 p.
Direito de acesso Acesso restrito
Tipo Tese de doutorado
URI http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/21656

Mostrar registro completo




Arquivos deste item

Arquivos Tamanho Formato Visualização

Não existem arquivos associados a este item.

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(s)