Caracterizacao da deposicao de fibras colagenas e do potencial litogenico na bexiga de ratos submetidos a um enxerto de biopolimero da cana-de-acucar

Show simple item record

dc.contributor.author Carvalho Junior, Arlindo Monteiro de [UNIFESP]
dc.date.accessioned 2015-12-06T23:44:53Z
dc.date.available 2015-12-06T23:44:53Z
dc.date.issued 2009
dc.identifier.citation São Paulo: [s.n.], 2009. 84 p.
dc.identifier.uri http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/21638
dc.description.abstract Objetivo: Materiais de sutura sao amplamente empregados em cirurgia urologica e, portando, em contato com a urina. A busca por inovacao com biocompatibilidade e uma constante realidade e novas pesquisas buscam materiais eficientes e de baixo custo. A interacao destes materiais com a matriz extracelular no processo inflamatorio pode ser estimada atraves da estereologia das fibras colagenas e o presente estudo foi desenhado para determinar o comportamento do tecido vesical de ratos ao enxerto do biopolimero da cana-de-acucar (BPCA), quanto a inflamacao e a formacao de calculos intravesicais, comparando a poliglactina 910. Material e Metodos: Um total de 42 ratos da raca Wistar foram divididos em quatro grupos: Grupo I com 10 animais submetidos a implante vesical de BPCA em forma de fio ~ 4.0, e sacrificio apos 4 semanas; Grupo II com 10 animais submetidos implante de fio de poliglactina-910 4.0 e sacrificio apos 4 semanas; Grupo III com 12 animais submetidos a implante vesical de BPCA em forma de fio ~ 4.0, e sacrificio apos 8 semanas; Grupo IV com 10 ratos submetidos implante de fio de poliglactina-910 4.0 e sacrificio apos 8 semanas. As bexigas coletadas foram analisadas quanto ao peso, a presenca do enxerto e de calculos. Confeccionadas laminas para analise estereologica de fibras colagenas. Resultados: O peso vesical foi maior no grupo I, particularmente na presenca de calculos vesicais. A presenca do enxerto foi observada em 100% (grupo I), 80% (grupo II), 91,6% (grupo III) e 30% (grupo IV), a poliglactina 910 obteve uma absorcao de 70% neste periodo. A analise estereologica mostrou maior densidade volumetrica de fibras colagenas no grupo I vesus demais grupos (p <0,001). Conclusoes: O BPCA mostrou-se material com boa integracao na bexiga de ratos, sua absorcao e mais lenta que a da poliglactina 910. A presenca de calculos foi menor nas bexigas com implante de BPCA, particularmente ao fim de 8 semanas. Houve maior resposta inflamatoria tecidual inicial ao BPCA, esta, diretamente relacionada aumento do peso vesical e a presenca de calculos, mas que se equivale a poliglactina 910 ao fim de 8 semanas pt
dc.format.extent 84 p.
dc.language.iso por
dc.publisher Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
dc.rights Acesso restrito
dc.subject Biopolímeros pt
dc.subject Saccharum pt
dc.subject Bexiga Urinária pt
dc.subject Colágeno pt
dc.subject Cálculos da Bexiga Urinária pt
dc.subject Inflamação pt
dc.subject Ratos Wistar pt
dc.subject Animais pt
dc.title Caracterizacao da deposicao de fibras colagenas e do potencial litogenico na bexiga de ratos submetidos a um enxerto de biopolimero da cana-de-acucar pt
dc.title.alternative Characterization of collagen deposition and lithogenic potential in bladder of rats submitted to a biopolymer sugar-cane graft en
dc.type Tese de doutorado
dc.identifier.file epm-2012715222761.pdf
dc.description.source BV UNIFESP: Teses e dissertações
unifesp.campus Universidade Federal de São Paulo, Escola Paulista de Medicina pt



File

File Size Format View

There are no files associated with this item.

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record

Search


Browse

Statistics

My Account