Educacao terapeutica aos pais de um bebe com paralisia cerebral

Educacao terapeutica aos pais de um bebe com paralisia cerebral

Autor Feliciano, Thais Oliveira Autor UNIFESP Google Scholar
Resumo Introdução: Este trabalho registra a atuacao do Fisioterapeuta inserido em um contexto educacional, atuando no atendimento a criancas, adolescentes e jovens com deficits fisicos e psiquicos, tendo assim seu foco na Educacao em Saúde, na qual e fundamental o papel da comunicacao entre profissional da Saúde e paciente. Na presente pesquisa, a relacao dialogica da-se com os pais, uma vez que o dialogo com o paciente nao foi possivel, por tratar-se de uma crianca. Alem dos exercicios realizados nos atendimentos de Fisioterapia, tinha-se o intuito de que os pais compreendam quem sao seus filhos, quais necessidades apresentam e qual a melhor forma de trabalha-las a fim de promover melhora da qualidade de vida fortalecimento da relacao mae-bebe. Objetivo: Analisar a relacao entre pais e seu filho com Paralisia Cerebral durante atendimentos fisioterapeuticos nos quais sao dadas orientacoes aos pais, no sentido de favorecer sua propria autonomia e a do paciente. Alem disso, identificar alguns fatores favorecedores para que os pais se apropriem daquilo que lhes e falado durante as intervencoes para que atribuam significado e transformem sua participacao no tratamento. Metodo: Neste estudo, utilizou-se a metodologia qualitativa. Foi realizado um Estudo de Caso, atraves de observacao direta no ambiente terapeutico e domiciliar no qual o pesquisador foi o observador e a propria terapeuta que realiza as intervencoes junto aos sujeitos estudados. Os relatos de observacao durante os atendimentos foram registrados no diario de campo; realizaram-se tambem filmagens dos atendimentos no ambiente terapeutico. Resultados: Foi possivel notar, atraves da observacao da diade mae-bebe, uma melhora na execucao dos exercicios/manuseios pela mae durante os atendimentos, porem isso nao se estendeu para o ambiente domiciliar conforme orientada. No entanto, nem todo o conteudo existente e externado explicitamente, ficando grande parte implicita em atitudes da mae, da diade e da terapeuta. Fica registrado, desta forma, em todas as falas e atitudes a importancia do acolhimento dado a familia das criancas com defiCiência. Consideracoes finais: Nao foi possivel, nesta pesquisa, falar do acolhimento da familia como um todo, devido a ausencia da figura paterna e de uma rede de sustentacao e apoio a esta mae. No aspecto da comunicacao fica registrada a importancia desta interacao entre mae e terapeuta no sentido de favorecer a compreensao da defiCiência, em seus aspectos tecnicos. O outro aspecto evidenciado atraves deste dialogo e a relacao de confianca estabelecida, confianca da mae na terapeuta e entre bebe e terapeuta. Foi possivel verificar a importancia do acolhimento e do estabelecimento de uma relacao de confianca com os pais da crianca que fica aos cuidados de uma equipe tecnica. De fato, eles buscam nos terapeutas algo alem da tecnica
Palavra-chave Modalidades de Fisioterapia
Paralisia Cerebral/terapia
Relações Mãe-Filho
Relações Profissional-Família
Educação em Saúde
Pais/educação
Idioma Português
Data de publicação 2008
Publicado em São Paulo: [s.n.], 2008. 157 p.
Publicador Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Extensão 157 p.
Direito de acesso Acesso restrito
Tipo Tese de doutorado
Endereço permanente http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/21626

Exibir registro completo




Arquivo

Arquivo Tamanho Formato Visualização

Não existem arquivos associados a este item.

Este item está nas seguintes coleções

Buscar


Navegar

Minha conta