Diagnostico de cancer de prostata baseado nos metodos de caracterizacao espectroscopica de porfirinas no sangue e de quantificacao de citrato na urina atraves do complexo europio-oxitetraciclina

Diagnostico de cancer de prostata baseado nos metodos de caracterizacao espectroscopica de porfirinas no sangue e de quantificacao de citrato na urina atraves do complexo europio-oxitetraciclina

Título alternativo Prostate cancer diagnosis methods based on blood porphyrins spectrosocopic characterization and on citrate quantification in urine by the europium-oxytetracycline complex
Autor Silva, Flavia Rodrigues de Oliveira Autor UNIFESP Google Scholar
Resumo O diagnostico das lesoes pre-malignas e de grande importancia porque aumenta as chances de cura e de prevencao ao grande risco do tumor se espalhar para outros orgaos (metastases). Como um novo metodo de diagnostico de cancer de prostata foi utilizada a tecnica de medida de fluorescencia da protoporfirina IX (PPIX) extraida do sangue de animais saudaveis (ou seja, sem cancer) e de animais com cancer de prostata induzido pela inoculacao intraprostatica das celulas DU145, durante as sete semanas subsequentes a inoculacao, para acompanhamento da progressao tumoral. Os resultados mostraram que a partir da primeira semana do desenvolvimento do tumor ja e possivel detectar alteracao nos niveis de PPIX endogena, e a partir da terceira semana ha diferenca estatistica entre os animais com e sem tumor. A fim de se obter melhores resultados quanto a diferenciacao entre os animais sem tumor e com tumor e para se determinar o estadiamento do tumor, foi usado o acido δ-aminolevulinico (ALA) que e um precursor da PPIX, no caminho da biossintese do heme, para induzir a producao de PPIX nos animais. As analises da fluorescencia do sangue dos animais que receberam o ALA mostraram que desde o inicio do crescimento cancerigeno ja e possivel sua deteccao com diferenca estatistica significante. E ainda, que e possivel que a analise das fezes dos animais possa contribuir para a deteccao do cancer. Alem da PPIX, outro marcador estudado para o cancer de prostata foi o citrato, que se apresenta em concentracoes diminuidas na presenca do tumor. A quantificacao de citrato foi realizada nas urinas dos animais com cancer de prostata usando-se o complexo Europio-Oxitetraciclina (EuOTc). Os resultados mostraram que o EuOTc pode ser usado como um biossensor no diagnostico de cancer de prostata desde o inicio do desenvolvimento tumoral. Este trabalho vislumbra a utilizacao futura do diagnostico fotodinamico de porfirinas e do uso do complexo EuOTc como biossensor de citrato como metodo minimamente invasivo e de alta sensibilidade e especificidade para deteccao de cancer de prostata, para complementar os metodos atualmente utilizados
Palavra-chave Neoplasias da Próstata/diagnóstico
Neoplasias da Próstata/sangue
Protoporfirinas
Ácido Aminolevulínico
Ácido Cítrico
Európio
Oxitetraciclina
Camundongos
Animais
Idioma Português
Data de publicação 2011
Publicado em São Paulo: [s.n.], 2011. 100 p.
Publicador Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Extensão 100 p.
Direito de acesso Acesso restrito
Tipo Tese de doutorado
Endereço permanente http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/21581

Exibir registro completo




Arquivo

Arquivo Tamanho Formato Visualização

Não existem arquivos associados a este item.

Este item está nas seguintes coleções

Buscar


Navegar

Minha conta