Identificacao e validacao de criterios de avaliacao de servicos de Enfermagem

Identificacao e validacao de criterios de avaliacao de servicos de Enfermagem

Título alternativo Identification and validation of assessment criteria of nursing services
Autor Feldman, Liliane Bauer Autor UNIFESP Google Scholar
Resumo Esta pesquisa objetivou identificar e validar os criterios de avaliacao do servico de Enfermagem hospitalar, com base nos programas de acreditacao. O estudo foi descritivo de abordagem metodologica e enfoque quantitativo. Inicialmente foi elaborado um instrumento contendo 56 criterios de (E)estrutura, 69 (P)processo e 29 de (R)resultado, baseado nos atributos de Donabedian e no manual da organizacao nacional de acreditacao. O instrumento foi avaliado por 49 Enfermeiros responsaveis tecnicos (RT) de hospitais acreditados (nivel 1, 2 e 3) que julgaram o grau de importancia e aplicabilidade. Em seguida, foi aplicada a tecnica de Delphi com 19 juizes que julgaram a importancia, aplicabilidade e consenso do instrumento em dois ciclos. Foram propostas sugestoes e adequacoes dos criterios e atributos quanto a correcoes de linguagem, ordenacao numerica, posicao dos criterios, transferencia para outro atributo, conteudo e construcao da frase. Houve significancia em alguns criterios de resultado quando comparados entre instituicoes publicas e privadas onde o opo variou 0,011 a 0,047; nas atividades hospitalares de assistencia, ensino e pesquisa os criterios de estrutura 50 (p=0,038) e o 1 (p=0,030) omuito importanteo para a presenca do enfermeiro RT e uso do equipamento respirador com alarme e bloqueio; na comparacao por nivel de acreditacao, os criterio de processo 34 (p=0,036) e 40 (p=0,039) mostraram opinioes diferentes no grau de importancia, entre os enfermeiros de hospitais de nivel 1 e 3. Quanto a formacao por especialista, mestre ou doutor, houve significancia os criterios de estrutura 43 (p=0,014) e 49 (p=0,043) bem como os criterios 37 (p=0,020), 49 (p=0,032) e 62 (p=0,049) de processo evidenciando omuito importanteo as barras de apoio e campainha de facil acesso ao paciente, o hospital possuir tecnologia com menos de dez anos, a participacao do enfermeiro no sistema de informacao sobre o paciente internado, que a Enfermagem implemente acao frente ao evento adverso e que haja plano de contingencia para eventos nao previstos e inesperados. Concluiu-se que a confiabilidade das escalas pelo alfa de Cronbach na opiniao dos enfermeiros foi alta, sendo E (0,938), P (0,971) e R (0,980). Para os juizes, no 1º ciclo o alfa de Cronbach foi E (0,758), P(0,630) e R (0,706). No 2º ciclo o Cronbach foi fraco para E (0,143) apontando muita discordancia entre alguns itens e baixo consenso. Para P (0,790) e R (0,722) houve media concordancia devido a proximidade do 1. O instrumento foi considerado aplicavel, acima de 80%, por Enfermeiros e juizes e finalizado com E-52, P-40 e R-31. Sugere-se a aplicacao pratica do instrumento para aprimoramento dos criterios e atributos, lapidando o modelo para avaliacao da qualidade e seguranca
Palavra-chave Serviços de Enfermagem
Acreditação
Estudos de Avaliação
Avaliação de Processos (Cuidados de Saúde)
Assistência Hospitalar
Idioma Português
Data de publicação 2010
Publicado em São Paulo: [s.n.], 2010. 360 p.
Publicador Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Extensão 360 p.
Direito de acesso Acesso restrito
Tipo Tese de doutorado
Endereço permanente http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/21579

Exibir registro completo




Arquivo

Arquivo Tamanho Formato Visualização

Não existem arquivos associados a este item.

Este item está nas seguintes coleções

Buscar


Navegar

Minha conta